Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Parques e atrações

Turismo de Itaipu cresce 16% e chega a quase um milhão de visitantes

itaipu

O complexo de Itaipu bateu recorde de visitação no ano passado

No ano em que Itaipu retomou a liderança mundial de produção de energia, o turismo também foi histórico: 954.572 visitantes passaram pelos atrativos turísticos de Itaipu em 2016, estabelecendo um novo recorde. O número supera os 952.356 visitantes registrados em 2013, coincidentemente o mesmo ano do antigo recorde de produção da binacional. A visitação de 2016 é também 16% maior que a de 2015, considerando as duas modalidades de visitas (institucional e turística) com entrada pelos dois países (Brasil e Paraguai).

“A Itaipu é uma usina de recordes e isso ficou comprovado em 2016. A perspectiva do recorde mundial de geração de energia impulsionou o aumento do número de visitantes”, afirmou o superintendente de Comunicação Social de Itaipu, Gilmar Piolla. Segundo ele, as campanhas de divulgação do turismo da usina e do Destino Iguaçu também ajudaram a impulsionar a visitação.

O destaque foi o Refúgio Biológico Bela Vista (RBV), que teve um crescimento de 82% em relação a 2015. Uma das novidades no turismo de Itaipu, no ano passado, foi a campanha “Meu Refúgio”, protagonizada pelo alpinista Waldemar Niclevicz. A ação incentiva os turistas ao plantio simbólico de sementes de árvores nativas da região. As mudas serão usadas no programa de reflorestamento da Itaipu, o maior do mundo realizado por uma usina hidrelétrica.

No total, 522.003 pessoas visitaram todos os atrativos do Complexo Turístico da margem brasileira – Circuito Especial, Ecomuseu, Iluminação da Barragem, Visita Panorâmica, Polo Astronômico, Porto Kattamaram, Test Drive do Veículo Elétrico e Refúgio Biológico. O número é quase o mesmo de 2015. Em dezembro, a promoção “Itaipu em dose dupla”, que inclui a visita panorâmica da usina combinada com o passeio de Kattamaran, aumentou a visitação do atrativo em 18%.

No lado paraguaio, a reabertura do Museu da Terra Guarani aumentou em 96% as visitas do complexo turístico do país vizinho. Foram 207.430 turistas nos atrativos entrando pela margem paraguaia, quase 67 mil deles conheceram o Museu Guarani, que esteve fechado em 2015. Outros destaques foram o Modelo Reduzido da Barragem, com alta de 88%, e o Refúgio Biológico Tati Yupí (alta de 50%).

A visitação institucional (aquela atendida pela própria Itaipu e feita para escolas, grupos de estudantes e de profissionais) da margem brasileira atraiu 46.198 visitantes, um crescimento de 38% em relação a 2015, ou quase 13 mil pessoas a mais. Este aumento reflete uma melhoria no fluxo dos visitantes dentro e fora da usina. As visitas institucionais da margem paraguaia tiveram um aumento de 11%.

Receba nossas newsletters