Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Aviação / RoadShow Nacional

Roadshow M&E: RIOgaleão passará a investir em voos charters a partir de 2018

Bruno Giovanni, do Rio Galeão

Bruno Giovanni, do RIOgaleão (Foto: Eric Ribeiro/M&E)

CURITIBA – O Aeroporto Internacional Tom Jobim/RJ vai receber cada vez mais voos e passageiros. Isto se depender da concessionária RIOgaleão, que vem encontrando formas de estar cada vez mais próximo dos destinos, das operadoras, das companhias aéreas e dos agentes de viagens. Sua participação neste Roadshow M&E Nacional justifica justamente este foco em ser o aeroporto de conexão doméstica nacional e a porta de entrada oficial do Brasil de turistas estrangeiros.

Quem está em Curitiba e conversou com o M&E foi o gerente de Desenvolvimento de Passageiros do RIOgaleão, Bruno Giovanni. Para ele, uma nova tendência surgirá a partir de 2018: a chegada de voos charters. “Passaremos a desenvolver a captação de voos charters para o Rio de Janeiro a partir do ano que vem, com o mapeamento de possíveis mercados que já têm voos charters para outros destinos como o Caribe, por exemplo, e vimos que nossa cidade pode competir. Esta estratégia é uma inspiração no voo de Varsóvia, fechado durante a ITB”, disse Bruno Giovanni, que lembrou da cobertura do M&E sobre este acontecimento.

E não para por aí. O RIOgaleão já se planeja para ser um aeroporto referência na logística de grupos e na chegada do público corporativo. “Estamos desenhando produtos neste sentido. Queremos ser um aeroporto facilitador de desembarque de pessoas para um grande evento e de embarque para grupos de adolescentes, por exemplo, que vão aos EUA”, frisou o gerente.

Bruno Giovanni ainda comentou sobre aa importância de participar de um evento como este, o Roadshow M&E Nacional. “É bom ter este contato com os agentes de viagens de todo o Brasil, já que muitos ainda desconhecem toda a mudança que o aeroporto passou. É uma oportunidade de atualizar a malha e aproveitar as praças do Sul para fomentar ainda mais a conexão doméstica nacional com essas bases”, disse.

barra_parceiros

Receba nossas newsletters