Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Parques e atrações

Visitantes do SeaWorld podem ajudar a preservar os animais; entenda

Marjori Schroeder, Maria Pazmino, Jim Kisler e Bill Street, do SeaWorld, com Neca Marcovaldi, do projeto Tamar-mini

Marjori Schroeder, Maria Pazmino, Jim Kisler e Bill Street, do SeaWorld, com Neca Marcovaldi, do projeto Tamar

Agora os visitantes brasileiros do SeaWorld podem ajudar a preservar espécies em extinção. A ação é parte do programa de arrecadação de fundos do SeaWorld Parks & Entertainment lançado hoje (17/03) no Brasil: o Curtir & Preservar. O projeto, que faz parte do SeaWorld & Busch Gardens Conservation Fund, é o segundo do mundo a ser lançado pela companhia e segue os moldes do Fun2Fund, inaugurado há dois anos no Reino Unido.

Nos últimos dois anos, mais de US$ 70 mil foram investidos no Brasil, através do SeaWorld & Busch Gardens Conservation Fund. De acordo com o Curador Corporativo de Conservação e Educação do SeaWorld, Bill Street, o programa arrecada entre US$ 1 milhão e US$ 1,3 milhão por ano. Em 2016, o Conservation Found arrecadou US$ 1,6 milhão em fundos que foram distribuídos entre diversos projetos no mundo inteiro.

Como funciona o Curtir & Preservar – Segundo Bill Street, a cada produto extra dos parques adquirido junto as agências de viagens e operadoras parceiras – a exemplo dos planos de refeições, Safári, o tour Behind the scenes, Quick Queue (ingresso que permite furar a fila nas atrações) e outros – serão doados US$ 2,00 para o fundo Curtir & Preservar. Todo o dinheiro arrecadado será direcionado para projetos de preservação, resgate e reabilitação de animais no Brasil.

Marjori Schroeder, gerente de Relações Públicas do SeaWorld, explica que a ação é um diferencial para os agentes de viagem, uma vez que os passageiros podem sentir-se motivados a comprar os adicionais aqui no Brasil sabendo que além de ter uma viagem mais completa, organizada e facilitada, ainda estarão ajudando os animais.

SeaWorld e Projeto Tamar fecham parceria – A fim de trocar expertise, o Projeto Tamar, um dos principais projetos de proteção às tartarugas marinhas do País, e o SeaWorld & Busch Gardens Conservation Fund fecharam uma parceria. A princípio o acordo prevê apenas o intercâmbio de conhecimentos, mas poderá tornar-se algo mais encorpado no futuro. A equipe do SeaWorld já esteve no Brasil e, em junho deste ano será a vez da equipe do Projeto Tamar de visitar a organização americana.

Um dos objetivos principais do intercâmbio é identificar oportunidades de alianças entre as duas organizações, além da contribuição mutua tanto na área técnica e veterinária como no desenvolvimento de atividades educativas, promovendo ainda mais engajamento e sensibilização a todos que passam pelo Tamar.

Receba nossas newsletters