Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Agências e Operadoras / Cruzeiros / Turismo em Dados

Cruzeiros: temporada de 2022/23 gerou R$ 140 milhões de comissão para agentes de viagens

Marco Ferraz e1701972535906 Cruzeiros: temporada de 2022/23 gerou R$ 140 milhões de comissão para agentes de viagens

Marco Ferraz, presidente da Clia Brasil (Eric Ribeiro/M&E)

SÃO PAULO – A segunda edição do Abav Meeting, evento dedicado aos profissionais do trade turístico foi palco para a discussão sobre o cenário mundial do segmento de cruzeiros, nicho que conta com 69,2% da oferta atrelada a 150 navios no mundo, na categoria contemporâneo, que são as embarcações populares, como as que operam no Brasil com a MSC e Costa Cruzeiros.

A frota total de armadoras filiadas à Clia, aponta ainda, que os navios de categoria Premium são 61 (21,8% do total), já os de categoria Luxo correspondem a 5,4% do total, com 78 embarcações, enquanto os cruzeiros de expedição são 35 unidades, volume em crescimento.

Para os cruzeiros de cabotagem, o comissionamento para operadoras e agências de viagens em 2022/2023 foi de R$139,7 milhões, uma variação de 465,5% na comparação com 2021/2022, quando o volume atingiu R$ 24,7 milhões

“Vemos que o cruzeirista assíduo quer viajar em produtos Premium, Luxo, Expedição e Fluvial, os quais estão crescendo muito, principalmente na Europa e Estados Unidos. Meu objetivo aqui é estimular quem já opera com navios de cruzeiros a continuar, e quem não atua com o produto, a iniciar”, afirma Marco Ferraz, presidente da Clia.

Vale salientar que há 53 armadoras filiadas à Clia, no mundo, além de 15 mil agências, 75 mil agentes e 300 executivos. “Poucos agentes sabem que há 35 navios passando pelo Brasil e não oferecem isso. Do volume de viajantes nessas embarcações, 99,9% são estrangeiros, visitando Salvador, Manaus e Rio de Janeiro, seus portos mais procurados”, observa.

“Vemos que o cruzeirista assíduo quer viajar em produtos Premium, Luxo, Expedição e Fluvial, os quais estão crescendo muito, principalmente na Europa e Estados Unidos

PERFIL DE CONSUMO – Em relação aos destinos mais buscados para viagens de cruzeiro no mundo, o Caribe, com Bahamas e Bermudas fica na liderança, com 44,% da demanda, seguida pelo Mediterrâneo (18,5%), Europa e Oriente Médio (10,4%), Alasca (5,7%), Costa Leste dos Estados Unidos e México (5,6%), Ásia (4,6%) e América do Sul (2,1%).

Sustentabilidade

A pauta da sustentabilidade é um assunto de destaque no mercado de cruzeiros mundial, visto que os novos navios inaugurados ou que serão inaugurados, estão equipados com combustível limpo, chamado de Gás Natural Liquefeito (GNL).”A questão aqui, é que o Brasil não está preparado, não temos se quer um porto equipado para oferecer GNL ou para manter as embarcações ligadas por meio de energia elétrica, evitando a queima de combustível. Precisamos nos adequar ou perderemos embarcações, porque a tendência para esse formato de tecnologia é crescente”, analisa.

Segundo Ferraz, uma alternativa para reduzir a emissão de carbono durante a navegação, no caso das embarcações que não utilizam GNL é a redução da velocidade, medida que afeta diretamente a distância percorrida e a duração do roteiro.

Expansão

unnamed3 4 e1701977179483 Cruzeiros: temporada de 2022/23 gerou R$ 140 milhões de comissão para agentes de viagens

MSC Grandiosa, maior navio da temporada 2023/24 no Brasil (MSC/Divulgação)

Marco Ferraz também enfatizou o trabalho da Clia no desenvolvimento do setor, o qual atua em conjunto com o Governo Federal nas esferas do Meio Ambiente, Turismo, Economia bem como de entidades ligadas à esferas especificas, como a Agência Nacional das Águas (ANA), Ibama, Aeronáutica e muito mais.

“O trabalho da Clia, assim como outras entidades do Turismo está voltado para a regulação do setor, regulação de custos, capacitações, acordos bilaterais, Lei Geral do Turismo, dentre outros assuntos. Estamos atuando junto com o Ibama, para retomarmos operações em Fernando de Noronha, com navios pequenos, destino em que já ouve operações. Outros destinos alvo são Penha (SC), Penha (SC), Penha (SC), Florianópolis (SC), Vitória (ES) e Itaparica (ES)”, compartilha.

No mundo, dos 66 navios que serão entregues até 2028, 44 são membros da Clia, com capacidade mínima de 100 passageiros, máxima de seis mil e média de 2.745. Desses 66 navios encomendados, 1/3 são de pequeno porte, 1/3 de médio porte e 1/3 de grande porte.

Temporadas 2022/23 e 2023/24

Costa FascinosaDivulgacao scaled e1698175228564 Cruzeiros: temporada de 2022/23 gerou R$ 140 milhões de comissão para agentes de viagens

A Costa Cruzeiros opera no Brasil em 2023/24 com os navios Costa Diadema, Costa Favolosa e Costa Fascinosa (Divulgação/Costa Cruzeiros)

Na temporada de Cruzeiros passada (2022/23), nove embarcações atuaram na costa brasileira, houve o embarque de 802.758 passageiros e o impacto de R$ 5.066 bilhões na economia, além da geração de 79.567 empregos, desses 85% foram diretos, indiretos e induzidos, e 5% estão atrelados aos tripulantes.

Em média, cada escala impactou R$ 639,37 por cruzeiristas, já nas cidades de embarque e desembarque o impacto médio por pessoa foi de R$ 813,56. A viagem teve, por indivíduo, a média de R$5.073,51 de gasto por pessoa, além de 4,9 dias de duração em média.comissio

Para os cruzeiros de cabotagem, o comissionamento para operadoras e agências de viagens em 2022/2023 foi de R$139,7 milhões, uma variação de 465,5% na comparação com 2021/2022, quando o volume atingiu R$ 24,7 milhões. Vale ainda apontar, que 75.300 mil brasileiros fizeram viagens de cruzeiro fora do Brasil, gerando uma receita de. R$ 554 milhões.

Perfil do cruzeirista brasileiro

Conforme pesquisa da Clia Brasil, dentre os dez destinos preferidos pelo viajante do país, o Caribe (41,8%), Europa (36,8%) e Buenos Aires (16,9%) são os destaques no segmento internacional. Já dentro do país, a costa do Nordeste é a preferência de 66,2%, seguida pela costa do Sul (10,1%), Rio de Janeiro e São Paulo (9,7%) e a região Norte, com os cruzeiros fluviais (9,2%).

Após a viagem, 91,6% dos cruzieristas declaram que desejam viajar novamente de navio, e desses, 37,6% quer se manter no Brasil, 29,2% deseja conhecer tanto o país quanto viajar para fora, e 33,2% especifica o interesse pela costa de outros países.

Conforme pesquisa da Clia Brasil, dentre os dez destinos preferidos pelo viajante do país, o Caribe (41,8%), Europa (36,8%) e Buenos Aires (16,9%) são os destaques no segmento internacional.

Vale apontarem que 61,% dos viajantes são casados, 22,6% possuem entre 35 e 44 anos, e 60,4% são de São Paulo.Além disso, 61,9% são mulheres e 38,1% são homens. No quesito acompanhantes, 47,9% viajam acompanhados de filhos ou outros parentes, e a temporada de 2022/23 foi palco para a primeira viagem de 57,8% dos viajantes.

Para a temporada de 2023/24, nove navios vão operar na costa brasileira, com 203 roteiros, 751 paradas, oferta de 872.999 leitos totais, gerando impacto de R$ 5,1 bilhões na economia do Brasil, alem da geração de 80 mil empregos, volume 2% maior do que o da temporada anterior.

Para a temporada de 2023/24, nove navios vão operar na costa brasileira, com 203 roteiros, 751 paradas, oferta de 872.999 leitos totais, gerando impacto de R$ 5,1 bilhões na economia do Brasil

Ao longo de 195 dias de navegação, os portos de Porto Belo; Balneário Camboriú; Itajaí; Santos; Ilhabela; Angra; Ilha Grande; Rio de Janeiro; Cabo Frio; Búzios; Ilhéus; Salvador; Maceió; Paranaguá; Recife; Buenos Aires; e Punta del Este serão beneficiados.

Na temporada 2023/24 para viagens de longo curso, 35 navios passarão pelo Brasil, impactando em R$450 mil, e percorrendo o Amapá, Amazonas, Pará, Maranhão, Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Serão 442 paradas de navios de pequeno porte (152 passageiros), até os de médio porte (2.852 passageiros).

Receba nossas newsletters
 

Todo o conteúdo produzido pelo Mercado & Eventos é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo sem autorização do Mercado & Eventos.

Para compartilhar esse conteúdo, utilize uma das formas de compartilhamento dentro da página.