Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Curiosidades / Destinos

Cidade de 5 mil anos é descoberta no centro de Israel

Cerca de 6 mil habitantes moravam nessa que é a maior cidade descoberta por escavações em Israel e região

Cerca de 6 mil habitantes moravam nessa que é a maior cidade descoberta por escavações em Israel e região

O Ministério do Turismo de Israel revelou que uma cidade de 5 mil anos foi descoberta durante escavações da Autoridade de Antiguidades de Israel, que estão em progresso por dois anos e meio na região de Ein Iron. Essa é a maior e mais central cidade já descoberta no país, revelando uma área que se estendia por 650 mil m² e abrigava cerca de 6 mil habitantes. De acordo com Itai Elad, Dr. Yitzhak Paz e Dra. Dina Shalem, diretores das escavações, essa descoberta muda drasticamente o que se sabia sobre o período e o começo da urbanização em Israel.

As escavações no sítio arqueológico de En Esur (Ein Asawir), localizado perto de Wadi Ara, estão sendo realizadas antes das construções da expansão da cidade de Harish, um projeto iniciado e financiado pela Netivei Israel Company, e revelaram uma cidade planejada na Idade do Bronze 1B (final do IV milênio a.C.), cercada por um muro de fortificação, com áreas residenciais e públicas, ruas e becos. Um assentamento ainda mais antigo, datado do período calcolítico, há 7 mil anos, foi descoberto em escavações mais profundas feitas sob as casas desta cidade. Duas nascentes abundantes nessa área podem ter tornado a região atraente para se morar.

Após a revelação desse local único de escavação, foram realizadas mudanças de planejamento para proteger a área da cidade milenar. As ruínas arqueológicas são documentadas usando meios avançados; elas serão cobertas de maneira controlada, estudadas e investigadas por pesquisadores da IAA, e o novo intercâmbio será construído acima dessas ruínas, para permitir sua preservação para as gerações futuras.

A Cidade de cinco mil anos

Durante um período da história da terra onde hoje está Israel, a população rural dá lugar a uma sociedade complexa que vive principalmente em ambientes urbanos

Na área pública da cidade, arqueólogos descobriram um templo de rituais incomum e impressionante em suas dimensões. Em seu pátio, havia uma enorme bacia de pedra para líquidos usados em rituais religiosos. Também foi encontrada dentro do templo uma instalação contendo ossos de animais queimados, evidências de ofertas de sacrifício, e estatuetas raras, como uma que representa uma cabeça humana que parece ser de um homem com as mãos levantadas e ao lado dele a figura de um animal.

Essas descobertas permitem a definição de características culturais dos habitantes dessa área na época. Eles sobreviviam da agricultura graças às nascentes próximas e a terra usada para cultivo. Os restos de casas, instalações variadas e edifícios públicos são uma indicação de uma sociedade organizada e da hierarquia social que existia na época. A escavação revelou milhões de fragmentos de cerâmica, ferramentas e vasos de pedra de basalto que foram trazidos para o local, entre outras coisas.

Receba nossas newsletters