Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Destinos / Turismo em Dados

Índice de atividades turísticas cresce 4,6% em agosto

O índice de atividades turísticas subiu 4,6% em agosto, na comparação com o mês de julho, a quarta taxa positiva consecutiva. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (14) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No período, o ganho acumulado chega a 49,1%. Contudo, o segmento de turismo ainda está 20,8% abaixo do patamar de fevereiro de 2020, um mês antes do começo da pandemia de Covid-19.

Desempenho da Bahia foi acima da média do País

Desempenho da Bahia foi o maior do País no avaço dos serviços voltados ao turismo, de acordo com IBGE

Oito dos 12 locais pesquisados acompanharam a expansão da atividade turística nacional. A maior contribuição positiva foi de São Paulo (4,9%), seguido por Minas Gerais (4,7%), Goiás (8,8%) e Paraná (5,4%). Já o Rio de Janeiro (-1,1%) teve o resultado negativo mais intenso.

Frente a agosto de 2020, o volume de atividades turísticas no Brasil cresceu 53,8%, a quinta taxa positiva seguida, impulsionado, principalmente, pelo aumento na receita das empresas de transporte aéreo; hotéis; restaurantes; rodoviário coletivo de passageiros; serviços de bufê; agências de viagens; e locação de automóveis.

Todas as 12 unidades da federação onde o indicador é investigado mostraram avanço nos serviços voltados ao turismo, com destaque para São Paulo (38,8%), seguido por Minas Gerais (66,6%), Bahia (151,2%), Rio de Janeiro (29,7%) e Pernambuco (118,8%).

Acumulado do ano

No acumulado do ano, o agregado especial de atividades turísticas subiu 17,7% frente a 2020, impulsionado, sobretudo, pelos aumentos nas receitas de empresas de transporte aéreo; hotéis; restaurantes; e locação de automóveis. Houve altas em todos os 12 locais investigados, com destaque para Rio de Janeiro (14,4%), Bahia (42,9%), São Paulo (5,0%), Minas Gerais (22,9) e Pernambuco (40,9%).

Receba nossas newsletters