Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.
De acordo com a legislação atual, informamos que a nossa empresa NÃO utiliza cookies para melhorar experiências a quem nos acessa. Por favor leia nossa Política de privacidade e saiba mais sobre a transparência e Governança Corporativa da nossa organização.
OK

Destinos

“Nosso plano é reabrir totalmente a cidade de Nova York em 1º de julho”, diz prefeito

di blasio

De Blasio, no entanto, não forneceu nenhum detalhe específico sobre como as mudanças serão feitas ou quais diretrizes permanecerão em vigor

O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, solicitou a completa eliminação das restrições impostas pela pandemia, a fim de reabrir as portas do destino para viagens a partir de 1º de julho. De acordo com o New York Post, de Blasio disse que a reabertura incluiria a operação com capacidade total de restaurantes, bares, lojas, cabeleireiros, academias, arenas, estádios, salas de concertos, museus, teatros, entre outras atrações e espaços.

De Blasio, no entanto, não forneceu nenhum detalhe específico sobre como as mudanças serão feitas ou quais diretrizes permanecerão em vigor. “Nosso plano é reabrir totalmente a cidade de Nova York em 1º de julho. Estamos prontos para a abertura de lojas, empresas, escritórios, cinemas, com força total”, disse De Blasio. “Acho que a melhor maneira de proceder aqui é expondo a visão da cidade”, continuou o executivo.

O prefeito de Nova York admitiu que não falou com o governador de Nova York, Andrew Cuomo, antes de fazer o anúncio de reabertura. De Blasio também mencionou que a obrigação de máscaras permaneceria em vigor no futuro, embora o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) tenha anunciado, na última terça-feira (27), que os americanos vacinados contra Covid-19 não seriam mais obrigados a usar coberturas faciais ao ar livre.

Receba nossas newsletters