Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.
De acordo com a legislação atual, informamos que a nossa empresa NÃO utiliza cookies para melhorar experiências a quem nos acessa. Por favor leia nossa Política de privacidade e saiba mais sobre a transparência e Governança Corporativa da nossa organização.
OK

Turismo Digital

OPINIÃO – Presente e Futuro do Agente de Viagens

A pandemia do Covid-19 mudou a forma como pensamos, trabalhamos, compramos, nos relacionamos e, claro, viajamos. Notamos algumas mudanças profundas no nosso comportamento, e acredito que ainda não nos damos conta de muitas outras, simplesmente porque ainda estamos no meio dessas transformações. No turismo, os impactos foram sentidos em todos os segmentos, mas a nova forma de viajar e, especialmente, o perfil do “novo” viajante, também nos brindam oportunidades.

Em 2018, ao ler o eBook “The Travel Agency of Future”, elaborado pela Amadeus, fiquei muito animada. Eu conseguia imaginar aquele futuro brilhante, que era apresentado às agências de viagens, baseado em dois pilares chave: uso de novas tecnologias e expertise do profissional. Ou seja, a proposta era usar soluções digitais para inspirar o viajante, oferecer novos pontos de contato e filtrar os melhores serviços, conciliada com o conhecimento do agente de viagens, que é o “ator principal” para identificar, selecionar e oferecer as melhores experiências para cada cliente viajante.

Hoje, um ano depois do início da pandemia do coronavírus, percebemos como essa combinação ficou ainda mais evidente e necessária. Estudos mostram que os turistas valorizam ainda mais os agentes de viagens pós pandemia, pois buscam, principalmente, segurança, confiança e personalização dos serviços. Não é para menos, em meio a tantas incertezas (barreiras geográficas, fronteiras fechadas, exigência de testes e vacina, etc.), na era da abundância de informações e escassez de tempo, contar com profissional que sabe curar as informações e cuidar dos trâmites burocráticos, é mais do que confortante, é um luxo.

Assim, a tecnologia torna-se a principal aliada dos agentes de viagens, na operação, vendas, comunicação e promoção dos serviços. Porém, o contato humano nessa era de hiper conectividade é chave para criar conexão com o cliente, passar segurança e dar todo assistência que ele deseja, desde o planejamento da viagem, à volta para casa. A curadoria de um bom agente de viagens proporciona experiências personalizadas e memoráveis. A oferta de serviços de acordo com o perfil de cada viajante, é um dos principais fatores responsáveis por essa revalorização do agente de viagens.

Um estudo do Fórum Econômico Mundial sobre o futuro do emprego no turismo aponta novo papel: “Os agentes de viagens devem agora atuar como «assistentes pessoais de viagens» que são, em parte, cientistas de dados, e em parte gurus de lifestyle, e que passam a oferecer orientação personalizada e não só informação.” Dessa forma, o consultor de viagens passa a ser um designer de viagens e experiências, e o uso das ferramentas certas é decisivo para cumprir bem esse papel.

É fato que o turismo hoje é bem diferente, não só porque os viajantes mudaram, mas principalmente porque estamos vivendo muitas transformações. Então, para aproveitar essas oportunidades e transformá-las em resultados, cada agente de viagens precisa analisar quais as novas habilidades e competências que devem ser adquiridas. E, cada um de nós deve buscar, constantemente, aqueles recursos e ferramentas que nos aproximem dos nossos sonhos.

Parabéns a todos os agentes de viagens pelo seu dia! Mas, acima de tudo, parabéns pela sua resiliência e sua dedicação à essa profissão, que permite realizar milhares de sonhos.

Receba nossas newsletters