Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Aviação / Destinos

Após Frankfurt, Ryanair deve fechar bases em Berlim e Düsseldorf

Ryanair apresentou crescimento de passageiros em 2018

Valor pode chegar a US$ 217 milhões em cinco anos

A Ryanair anunciou o fechamento de sua base no aeroporto de Frankfurt após os pilotos da Alemanha votarem contra o programa de redução de salários sugerido pela companhia como alternativa para evitar demissões em meio a crise provocada pela pandemia. A decisão deve se estender também aos aeroportos de Berlim (Tegel) e Düsseldorf, nos quais a companhia pode encerrar operações até o fim do verão europeu.

A Ryanair enviou uma carta aos pilotos destacando que as medidas são tomadas para “reduzir as perdas” que a diminuição nos voos estaria gerando para a empresa. O número de demissões decorrente deste fim de operações nos aeroportos alemães ainda não foi divulgado. O certe se juntaria às outras 3 mil demissões realizadas pela companhia durante a pandemia.

No início de julho, a Ryanair chegou a um acordo de redução salarial com 96% de seus pilotos, tendo como contrapartida a manutenção dos empregos. Funcionários que trabalham a bordo também aderiram à redução salarial, que deve se estender pelos próximos quatro anos.

Receba nossas newsletters
 

Todo o conteúdo produzido pelo Mercado & Eventos é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo sem autorização do Mercado & Eventos.

Para compartilhar esse conteúdo, utilize uma das formas de compartilhamento dentro da página.