Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.
De acordo com a legislação atual, informamos que a nossa empresa NÃO utiliza cookies para melhorar experiências a quem nos acessa. Por favor leia nossa Política de privacidade e saiba mais sobre a transparência e Governança Corporativa da nossa organização.
OK

Aviação

Avianca Holdings anuncia recuperação judicial

A320 Avianca_2

Companhia fez o anúncio da sua recuperação judicial neste domingo (10)

Com 100 anos de operação e em meio a crise que a pandemia do Covid-19 causou na aviação mundial, a Avianca Holdings anunciou neste domingo (10) que está solicitando voluntariamente o pedido do Capítulo 11 (Chapter 11) do Código de Falências dos Estados Unidos no Tribunal de Falências do Distrito Sul de Nova York, a fim de preservar e reorganizar os negócios de toda a empresa. O processo é semelhante ao que conhecemos no Brasil como Recuperação Judicial.

De acordo com a companhia, este processo foi necessário devido ao impacto imprevisível da pandemia do Covid-19, que causou uma redução de 90% no tráfego global de passageiros e deverá reduzir as receitas da indústria mundial em US$ 314 bilhões , segundo a Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata).

Em comunicado, a Avianca afirma que continuará operando e atendendo os clientes durante este processo. “Como a maior companhia aérea da Colômbia e El Salvador e a segunda maior da América Latina, continuamos firmes em nosso compromisso de conectar indivíduos, famílias e empresas”, diz o texto.

Durante todo o processo supervisionado pela corte norte americana, a Avianca afirmou que pretende:

  • Proteger e preservar as operações para continuar atendendo os clientes com viagens aéreas seguras e confiáveis, sob os mais rigorosos protocolos de biossegurança, à medida que as restrições de viagens geradas pelo Covid-19 são gradualmente aumentadas;
  • Garantir a conectividade e aumentar o investimento e o turismo, continuando sendo a principal companhia aérea da Colômbia, atendendo a mais de 50% do mercado doméstico no país e com serviços essenciais ininterruptos na América do Sul, América do Norte e Mercados europeus; além de continuar com as operações de carga, desempenhando um papel fundamental na recuperação econômica da Colômbia e dos outros principais mercados da Companhia após a pandemia da Covid-19;
  • Preservar empregos na Colômbia e em outros mercados em que a Companhia atua, sendo a Avianca diretamente responsável por mais de 21.000 empregos diretos e indiretos em toda a América Latina, incluindo mais de 14.000 na Colômbia, e trabalhando com mais de 3.000 fornecedores;
  • Reestruturar o balanço e as obrigações da empresa para enfrentar os efeitos da pandemia do COVID-19, além de gerenciar suas responsabilidades, arrendamentos, pedidos de aeronaves e outros compromissos.

De acordo com o comunicado, a Avianca continua a se envolver em discussões com o governo colombiano, bem como com seus outros mercados-chave, sobre estruturas de financiamento que proporcionariam liquidez adicional através do processo do Capítulo 11 e que desempenhariam um papel vital para garantir que a companhia saia da sua reorganização como uma companhia aérea altamente competitiva e bem-sucedida nas Américas.

Receba nossas newsletters