Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Aviação

Com B737 MAX, Gol retoma voos para Miami e Orlando

Cerimônia marcou inauguraçao do voo Brasília-Miami

Cerimônia marcou inauguraçao do voo Brasília-Miami

BRASÍLIA – Este domingo (4) é um dia histórico para a Gol Linhas Aéreas. A companhia volta a ter voos regulares para os Estados Unidos – destino que operou entre 2012 e 2015. As operações que acabam de estrear são a partir de Brasília e de Fortaleza para Miami e Orlando. Diferente dos anteriores, que utilizavam um hub na República Dominicana, os voos são diretos e operados pelos novos Boeing 737 MAXs, que contam com uma maior autonomia de voo.

São quatro voos diários no total, sendo dois para Orlando e dois para Miami saindo de Brasília (DF) e de Fortaleza (CE), cidades escolhidas por suas localizações privilegiadas e oportunidade de conexões. Esta nova malha da companhia para os EUA foi construída pensando nos clientes de todas as regiões do País, pois tanto em Brasília quanto no novo hub do Nordeste, em Fortaleza, um total de 30 destinos poderão fazer conexões rápidas e eficientes, com duração média de 60 minutos. Isso vai permitir, por exemplo, embarcar em aeroportos centrais como Congonhas, em São Paulo, e Santos Dumont, no Rio de Janeiro, e se conectar rapidamente em Brasília com destino à Flórida.

O presidente da companhia, Paulo Kakinoff, classificou este domingo como um dia histórico para a companhia e para o Turismo. “Tenho que destacar o ineditismo deste voo. Além disso, vamos voar em um equipamento dos mais avançados para rotas de médio curso, que é o Boeing 737 MAX”, disse. “A nossa equipe trabalhou muito para que isso que se torna realidade hoje evoluísse de uma ideia e depois de um sonho”, complementou.

A conectividade é um ponto-chave destes novos voos. Em entrevista ao M&E durante a Abav Expo, o vice-presidente de Vendas e Marketing da companhia, Eduardo Bernardes, destacou o tempo de conexão nestes hubs dos voos vindos de outras localidades do País, que será de até uma hora e meia. “Em Brasília conectamos 26 mercados nacionais, além da Argentina, com o nosso voo Ezeiza-Brasília. Em Fortaleza, por enquanto são sete cidades, mas o plano é chegar a 13”, contou Eduardo. “Queremos mostrar isso ao trade, pois é um produto para todo o Brasil”, complementou o executivo.

BOEING 737 MAX

Estes novos voos serão operados com os novos Boeings 737 MAX 8, que foram recebidos pala Gol neste ano. Esta aeronave foi desenvolvida com a ajuda de pilotos, engenheiros e técnicos da própria Gol. Elas são equipadas com tecnologia de ponta, oferecendo o melhor desempenho operacional, além de ter maior autonomia de voo, de cerca de 6.500 quilômetros – o que permite que a companhia voe para destinos mais distantes sem a necessidade de paradas. O Boeing 737 MAX 8 também reduz o consumo de combustível e a emissão de gases poluentes.

O MAX 8 tem capacidade que acomoda até 186 passageiros. A companhia tem encomenda de 135 737 MAXs, sendo 105 da variante 8 e 30 da variante maior 10. Elas substituirão os atuais 737 Next Generation. Os três primeiros já foram entregues e até 2022 todos estarão em operação.

Durante a divulgação de resultados da companhia para o terceiro trimestre do ano, o presidente da empresa, Paulo Kakinoff, destacou o papel deste novo equipamento nos números positivos do período. “Esperamos continuar a impulsionar a nossa eficiência operacional e racionalização da oferta. Em agosto, recebemos nossa segunda aeronave 737 MAX 8. O MAX 8 permitirá à Gol servir o grande mercado endereçável de passageiros viajando entre o Centro-Oeste/Nordeste brasileiro e o Estado da Florida”, comentou Kakinoff.

INTERNACIONALIZAÇÃO

Líder no doméstico, com um share de 34,65% no acumulado de 2018, a Gol está de olho no mercado internacional, onde ocupa apenas a quarta posição com uma participação de 8,58% e vê a rival Latam liderar com 69%. Por isso, não são apenas os Estados Unidos que ganham novas frequências internacionais da Gol. Se valendo da autonomia maior de suas novas aeronaves e dos seus hubs no Brasil, a companhia também anunciou voos entre Brasília e Cancun para junho de 2019, para Buenos Aires, também da capital federal, já em dezembro, e de Vitória para a capital argentina em janeiro.

Adicionalmente, a aérea anunciou que terá voos diretos entre Assunção, no Paraguai e o Rio de Janeiro durante a temporada de verão. Os voos serão operados entre 6 e 28 de janeiro de 2019, todas as qu