Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Aviação / Empregos / Turismo em Dados

Vagas para comissários de voo crescem 13,5% em 12 meses, diz CNC

comissário gol

Houve aumento da geração de vagas no transporte aéreo e rodoviário, além de refletir uma recuperação para o segundo semestre

Os segmentos de transporte aéreo e rodoviário registraram desempenho positivo, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), nos 12 meses encerrados em maio de 2021. Uma análise da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) mostra um aumento da geração de vagas no transporte aéreo e rodoviário, além de refletir uma recuperação para o segundo semestre.

Destaque, neste caso, para o aumento de 13,5% no número de vagas para comissários de voo. No que diz respeito ainda ao segmento de transportes, também houve destaque, segundo o estudo da CNC, em atividades como engenheiros aeronáuticos (aumento de 20,8% em relação a maio de 2020), monitores de transporte escolar (+18,5%) e cobradores de coletivos (+18,4%)

De acordo com o Caged, o emprego celetista registrou um saldo positivo de 2,58 milhões de postos de trabalho, o que representa um crescimento de 6,8% em relação ao estoque de postos de trabalho de maio de 2020. E a reativação do mercado de trabalho celetista nos últimos 12 meses atinge atualmente a maioria das atividades econômicas.

É o caso dos serviços, último grande setor a reaver o nível de atividade pré-pandemia, no qual o Turismo está incluído, que também já computam mais admissões do que desligamentos (saldo de 838 mil vagas), porém a um ritmo relativo inferior (+4,6%) ao da média do mercado de trabalho e concentrado em profissões ainda específicas.

Destacam-se ainda as ampliações nas respectivas forças de trabalho da construção (+15% ou 317,2 mil vagas), agropecuária (+9,5% ou 150 mil vagas), indústria (+8,8% ou 636 mil vagas) e comércio (+7,2% ou 642,9 mil vagas).

“A presença de profissionais ligados ao setor aéreo no ranking das profissões com maiores altas surpreende e sugere uma expectativa mais favorável para o setor nos próximos meses. O transporte aéreo foi um dos setores que reagiram mais rápida e negativamente à primeira onda da pandemia no segundo trimestre do ano passado e nos três primeiros meses deste ano. Acreditamos que poderá ocorrer uma reação significativa desse setor nos próximos meses, caso haja continuação na redução de contaminações geradas pela pandemia”, observa o presidente da CNC, José Roberto Tadros.

Receba nossas newsletters
 

Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link https://www.mercadoeeventos.com.br ou utilizando uma das formas de compartilhamento dentro da página. Todo o conteúdo produzido pelo Mercado & Eventos é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo sem autorização.