Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Cruzeiros

Crystal Cruises suspende todas as suas operações até o fim de abril

Crystal@Home leva entretenimento, enriquecimento cultural e descobertas às casas dos viajantes com conteúdos novos semanalmente

Controladora da empresa, Genting Hong Kong, está sem dinheiro

A Crystal Cruises suspendeu todas as suas operações até o dia 29 de abril. Com isso, seguirão parados os três navios da frota Crystal Serenity, Crystal Symphony e Crystal Endeavor, após relatos de que a controladora da empresa, Genting Hong Kong, está sem dinheiro para manter as atividades. Os cruzeiros fluviais, por sua vez, que foram interrompidos no inverno, mas planejados para serem retomados em março, agora estão suspensos até maio.

Os passageiros afetados pela paralisação devem receber um reembolso total da tarifa do cruzeiro paga processada na forma de pagamento original. Para aqueles que reservaram com um crédito de cruzeiro futuro, o valor total do cruzeiro será devolvido à conta da Crystal Society.

“Esta foi uma decisão extremamente difícil, mas prudente, dado o atual ambiente de negócios e os recentes desenvolvimentos com nossa empresa-mãe, Genting Hong Kong”, disse Jack Anderson, presidente da Crystal Cruises. “Estamos ansiosos para receber de volta nossos valiosos hóspedes quando retomarmos as operações”, continuou ele. “Gostaríamos de agradecer aos nossos hóspedes e consultores de viagens por seu incrível apoio durante esses tempos difíceis”.

A controladora controladora da Crystal vem lutando desde o início da pandemia. Na semana passada, o estaleiro MV Werften, também da Genting Hong Kong, na Alemanha, entrou com pedido de insolvência. Além disso, a controladora da Crystal, Star Cruises e Dream Cruises entrou ainda com uma petição num tribunal das Bermudas com liquidantes provisórios nomeados.

Em um comunicado anterior ao anúncio de que a Crystal suspenderia as operações, a empresa informou que “certas atividades comerciais do grupo, incluindo, mas não se limitando às operações de linhas de cruzeiro da Dream Cruises Holding Limited, continuarão a fim de preservar e proteger o principais ativos e manter o valor do grupo, no entanto, prevê-se que a maioria das operações existentes do grupo seja interrompida”.

Fonte: TravelPulse

Receba nossas newsletters
 

Todo o conteúdo produzido pelo Mercado & Eventos é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo sem autorização do Mercado & Eventos.

Para compartilhar esse conteúdo, utilize uma das formas de compartilhamento dentro da página.