Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Serviços / Turismo em Dados

Movida bate recorde de receita e lucro no segundo trimestre

A Movida Aluguel de Carros anunciou os resultados financeiros referentes ao segundo trimestre de 2021 com diversos recordes. Foram R$ 174 milhões de lucro líquido e crescimento de 27% do tamanho da sua frota em relação ao mesmo período do ano passado, totalizando 134 mil veículos. No total, foram comprados mais 23,5 mil veículos entre abril e junho deste ano, fruto de contratos de logo prazo firmados com diversas montadoras.

loja movida

A empresa registrou ainda um recorde de liquidez de R$ 3,4 bilhões

A receita líquida consolidada de R$ 1,211 bilhão (+15,6%) e a receita líquida de aluguéis de R$ 538 milhões também foram recordes, mesma situação do EBTIDA consolidado que atingiu R$ 388 milhões no 2T21, com margem de 32,1%, evolução de 17,6 p.p. na margem consolidada, se comparado ao 2T20. A empresa registrou ainda um recorde de liquidez de R$ 3,4 bilhões, cobertura suficiente para os próximos 4 anos de amortizações de dívida.

“Estamos em um momento único, com fortes resultados, inúmeras avenidas de evolução e uma forte posição de caixa que nos colocam muito bem posicionados para um novo ciclo de crescimento estrutural e de rentabilidade”, comenta Renato Franklin, CEO da Movida. “Estamos em um novo patamar. O lucro pró-forma do 2T21 é quase o mesmo lucro do ano de 2019 inteiro. Atualizando o 2T21, já estamos em um patamar de R$ 800 milhões por ano”.

Rent a Car

No Rent a Car foram 4,6 milhões de diárias no segundo trimestre, com forte recuperação no mês de junho, após um início sob quarentena em abril. O ticket médio atingiu o valor de R$ 84,10, o segundo maior da história da companhia perdendo apenas para o quarto trimestre de 2020, alta temporada.

Com 78.453 carros, aumento líquido de 12,5 mil carros na comparação com o 2T20, o RAC atingiu seu maior tamanho, o que proporcionou uma receita líquida de R$ 342 milhões e EBITDA de R$ 141 milhões. Iniciativas tecnológicas, como o Web Check-in, contribuíram para taxa de ocupação de 79,6% no 2T21.

 

Receba nossas newsletters