Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.
De acordo com a legislação atual, informamos que a nossa empresa NÃO utiliza cookies para melhorar experiências a quem nos acessa. Por favor leia nossa Política de privacidade e saiba mais sobre a transparência e Governança Corporativa da nossa organização.
OK

Política / Serviços

MTur vai mapear pontos turísticos e promover caravanismo no Brasil

9ceebce7-3fc2-4d19-bc2a-bb25f67d10cd

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, destacou a importância da iniciativa para estruturar, atrair e atender aos viajantes do segmento

O Ministério do Turismo definiu um Grupo de Trabalho (GT) para a promoção do caravanismo no Brasil. Criado no âmbito do Fórum de Mobilidade e Conectividade Turística (MOB-Tur), o GT discutirá entre outros assuntos, tributação, legislações, desenvolvimento econômico local, além do mapeamento de pontos turísticos que possuem áreas de apoio a estes viajantes, a fim de desenvolver políticas para estruturar áreas de apoio aos turistas nas rodovias.

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, destacou a importância da iniciativa para estruturar, atrair e atender aos viajantes do segmento, que deve crescer no cenário pós-pandemia. “Teremos um novo perfil de turista após a pandemia e ele vai querer muito mais aproveitar os destinos de natureza e próximos à sua casa. Para isso, precisamos estruturar estes pontos de apoio e proporcionar aos turistas maior comodidade e segurança. Com isso, poderemos gerar maior renda e empregos para as cidades que irão fazer parte dessas rotas, desenvolvendo ainda mais o turismo no país”, disse.

O grupo terá duração de 180 dias e será formado por cinco servidores do Ministério do Turismo, terá com coordenação do Coordenador-Geral de Mobilidade e Conectividade Turística, do Departamento de Ordenamento, Parcerias e Concessões, Higor Guerra. Uma das primeiras ações do GT será identificar quais áreas dentro do governo federal poderão atender às exigências identificadas pelo Ministério do Turismo, que envolvem desde concessões de rodovias a criação de linhas de crédito para a aquisição de veículos para a prática de caravanismo.

De acordo com a Associação de Estradeiros do Paraná, existem hoje no Brasil em torno de 40 mil veículos para caravanismo cadastrados. As regiões do Brasil mais preparadas no que se refere a infraestrutura de apoio para receber motorhomes são, nesta ordem: São Paulo, Santa Catarina, Minas Gerais e Bahia.

Receba nossas newsletters