Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Destinos / Serviços / Turismo em Dados

Turistas consideram viagens internacionais como prioridade para 2023, diz pesquisa

Um novo estudo da Amadeus, o Consumer Travel Spend Priorities, revelou que as viagens internacionais continuam sendo uma prioridade para os consumidores. Exatos 42% dos entrevistados de todo o mundo disseram que as viagens internacionais estão entre os gastos que são de alta prioridade para o próximo ano, muito mais do que moda, restaurantes e itens caros, como melhorias na casa.

Entrevistados estimam também que gastarão US$ 2.670 em viagens internacionais no próximo ano

Entrevistados estimam também que gastarão US$ 2.670 em viagens internacionais no próximo ano, quase o mesmo valor do pré-pandemia

Os dados também mostraram que 32% das pessoas consideraram as viagens domésticas uma área de gastos de alta prioridade nos próximos 12 meses, enquanto as assinaturas online (28%), comer fora (27%) e moda (25%) completaram as cinco principais respostas.

Em média, os entrevistados estimam que gastarão US$ 2.670 em viagens internacionais no próximo ano, o que é próximo do quanto gastaram em 2019 (uma média de US$ 2.780). Muitos viajantes planejam dividir o custo em parcelas e usar os pontos de fidelidade coletados anteriormente para aliviar a carga.

Cerca de 75% dos viajantes disseram que escolheriam uma opção de pagamento parcelado como “Compre agora e pague depois” para financiar suas férias no próximo ano, enquanto 44% estão mais propensos a usar cartão de crédito e 26% a usar empréstimos.

Outros 47% dos entrevistados disseram que planejam gastar os pontos de fidelidade que acumularam para pagar a viagem. Os viajantes também estão adotando novas opções de fintech, com 48% afirmando que tem maior probabilidade de utilizar cartões de débito pré-pagos que contêm várias moedas para evitar taxas de câmbio no exterior.

“Esta pesquisa mostra claramente que os consumidores estão preparados para deixar de gastar em outras áreas para viajar. Agora, o setor precisará procurar maneiras pelas quais as fintechs possam tornar os custos de viagem mais transparentes, além de ajudar os viajantes a gerenciar seus gastos”, afirmou o vice-presidente executivo da Amadeus, David Doctor.

Receba nossas newsletters
 

Todo o conteúdo produzido pelo Mercado & Eventos é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo sem autorização do Mercado & Eventos.

Para compartilhar esse conteúdo, utilize uma das formas de compartilhamento dentro da página.