Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.
De acordo com a legislação atual, informamos que a nossa empresa NÃO utiliza cookies para melhorar experiências a quem nos acessa. Por favor leia nossa Política de privacidade e saiba mais sobre a transparência e Governança Corporativa da nossa organização.
OK

Serviços / Turismo em Dados

Setor rodoviário deve crescer até 55% em 2021, diz ClickBus

Um levantamento realizado pela ClickBus aponta que o setor rodoviário deve ter uma retomada mais forte a partir do segundo semestre em relação a 2020, com crescimento de 45% a 55% em 2021. A empresa estudou o comportamento de buscas dos consumidores e também na recuperação de setores afins em outros países, para chegar a este número.

imageLikeEmbed

Venda online de passagens rodoviárias cresceu seis vezes num mês

Em março de 2021 houve queda de 45% na emissão de passagens online. Já em abril, as vendas superaram as do mês anterior em 3%. Quando comparado ao mesmo período de 2020, a venda online de passagens rodoviárias cresceu seis vezes no mês. Análises realizadas pela ClickBus estimam uma leve recuperação no acumulado do ano a partir de junho, intensificada por conta das férias do meio do ano e pelo avanço da vacinação no país.

Além disso, segundo o estudo, a venda online de passagens diminuiu 39% em 2020 em comparação com 2019 por conta da pandemia. Por outro lado, houve um aumento na digitalização do setor no período. As vendas online, que antes representavam cerca de 12%, ultrapassaram os 20%.

pasted image 0

Destinos litorâneos são destaques da recuperação rodoviária

As cidades litorâneas (exceto capitais) foram as que tiveram uma maior recuperação, de acordo com dados sobre a intenção de viagem dos consumidores no comparativo de 2020 com 2019. Apesar de estar entre os destaques de recuperação, as viagens para os destinos litorâneos foram as que sofreram maior queda, de 44% em 2020, na comparação com o ano anterior. Viagens para capitais tiveram retração de 41% e destinos interioranos apresentaram diminuição de 29% no período.

Receba nossas newsletters