Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Destinos / Política / Turismo em Dados

Turismo da Espanha pode perder até 1,4 bilhão de euros sem acordo do Brexit

Aplicativo auxilia turistas brasileiros a se planejarem no destino

Número de empregos cresceu apenas 3,2% na última temporada de verão, o que já mostra indícios de retrocesso

Apesar do PIB turístico da Espanha ter se recuperado neste último trimestre (aumento de 1,9%), as incertezas que circundam as relações entre a União Europeia e o Reino Unido têm implicado até na desvalorização da libra. Diversos dados apontam que, se o Brexit acontecer mesmo no dia 31 de outubro e sem acordo, a atividade turística espanhola pode perder até 1,4 bilhão de euros entre o final de 2019 e o ano de 2020.

De acordo com a pesquisa Exceltur Business Confidence, empresas já registraram uma queda de 3% nas vendas para o mercado britânico. Nesta última temporada de verão, os números já apresentaram redução em relação aos anos anteriores. Dados também apontam que o número de empregos cresceu apenas 3,2%, o que já mostra indícios de um retrocesso.

Os resultados positivos são frutos de uma atração maior de turistas com maior poder aquisitivo, que é destaque principal neste momento em que tanto o volume de visitantes quanto o período da estadia diminuíram consideravelmente. Dessa forma, o lobby do turismo revisa sua estimativa de crescimento do PIB do setor em todo o ano de 2019 para 1,4%, em comparação com 1,6% esperado em julho.

Até o fechamento de Thomas Cook, a atividade turística havia registrado um rebote de 1,9%. No entanto, a falência da empresa britânica, a desaceleração econômica, a incerteza em torno do Brexit e o impacto da concorrência dos países do Mediterrâneo Oriental apontam para uma estagnação no setor no quarto trimestre, segundo previsões da Exceltur.

Receba nossas newsletters