Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Agências e Operadoras

Apostando no internacional, Flytour Viagens prevê crescimento de 25% este ano

Michael Barkoczy: “Estamos fazendo alguns estudos para colocar produtos na prateleira e chegar a estes 25%” – Foto: Eric Ribeiro

Chegando ao seu quinto ano de operação em 2017, a Flytour Viagens quer crescer 25% no número de vendas, apostando principalmente na retomada das viagens internacionais. “Estamos chegando ao nosso quinto ano de portas abertas e com um trabalho muito forte em produtos internacionais. Em 2016 tivemos muitos problemas no início do ano, como o IRRF e a alta do dólar e do euro. Isso prejudicou a venda de internacional. Em 2017 apostamos em uma volta, não com a mesma intensidade que já foi, mas teremos uma retomada” destaca o presidente da operadora, Michael Barkoczy.

De acordo com o planejamento da Flytour Viagens, a previsão é terminar o ano com um share de 60% em produtos nacionais e 40% em internacionais. Para atingir esta meta, a empresa já iniciou a negociação com fornecedores. “Estamos conversando com todos os fornecedores para juntos lançar um plano de preços melhores para que o agente de viagens possa apresentar ao público final. Ações como estas que são planejadas e orquestradas têm um sucesso muito maior”, salienta o executivo.

Para Barkoczy, este frequente contato com os fornecedores é um dos pilares que vem garantindo o sucesso da Flytour Viagens nos últimos anos. Neste trabalho também estão inclusos o atendimento ao agente e a capacitação, como atenta o presidente da operadora.

“Temos um atendimento que nos aproxima muito do agente de viagens. Ele sabe que durante 24 horas do dia ela vai ter ajuda para o que ele precisar. Além disso, nós treinamos mais de 4.800 agentes em todo o Brasil. Fizemos capacitações tanto para o uso do nosso portal como de destinos e produtos, para que o agente tenha mais confiança na hora de oferecer o produto”, diz.

Bases estas que fizeram com que a operadora chegasse a um crescimento de 36% em vendas no ano passado, como já adiantado pelo M&E em novembro. No resultado, o destaque fica para o turismo doméstico, responsável por 65% das vendas. Já o internacional, contou com 35% do share, tendo como principais destinos o Caribe (Cancun, Aruba e Curaçao); América do Sul (Argentina, Chile e Uruguai); Circuitos na Europa (Londres, França e Itália); Estados Unidos (Miami/Orlando, São Francisco, Los Angeles, Las Vegas e Nova York).

Mas evolução da operadora no mercado não se limita a organização, capacitação e atendimento. Para Michael, o mais importante é o que ele chama de ‘pensar fora da caixa’, que tirou do papel idéias como o Hyperfeirão, que reuniu mais de 27 mil pessoas em três dias. A operadora já planeja novas ações para 2017, incluindo fretamentos e novos produtos, que devem ser anunciados ainda no primeiro semestre. “Queremos sempre inovar. Estamos fazendo alguns estudos para colocar produtos na prateleira e chegar a estes 25% de crescimento. Espero que a notícia seja que crescemos mais que isso no fim do ano”, finaliza.

Receba nossas newsletters