Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Aviação

Kakinoff promete um voo internacional a cada três meses com frota de B737 MAX

Paulo Kakinoff durante o voo inaugural da Gol para Miami

Paulo Kakinoff durante o voo inaugural da Gol para Miami

MIAMI – Um novo voo internacional a cada três meses. Esta foi a promessa de Paulo Kakinoff, presidente da Gol Linhas Aéreas, durante o voo inaugural da companhia entre Brasília e Miami, que aconteceu neste domingo (4). O executivo explicou que isso só será possível devido à chegada dos 135 Boeing 737 MAXs, que serão entregues ao longo dos próximos quatro anos. Segundo ele, 80% destes novos equipamentos serão para novos voos internacionais.

Prova disso são as duas primeiras aeronaves deste modelo, entregues no último mês e que iniciaram hoje os voos para os Miami e Orlando saindo de Brasília e Fortaleza, além dos já anunciados voos para Cancun, Assunção e Vitória-Buenos Aires.

Kakinoff justificou a escolha destes destinos para iniciar esta nova jornada internacional da companhia. “Miami e Orlando representam o principal mercado entre Brasil e Estados Unidos. Para se ter uma ideia, 40% dos brasileiros que voam pra o país vão para estas duas cidades”, destacou. “Com a chegada das novas aeronaves, pretendemos cobrir toda a América Latina, Caribe e o Sudeste dos Estados Unidos”, complementou.

Orgulhoso da nova conquista da companhia, Kakinoff reiterou que a inauguração destes voos significa um novo ciclo para a Gol. Ele lembrou que a companhia, com 17 anos completos em 2018, se transformou na maior aérea do País. “Vamos transportar 33 milhões de passageiros neste ano. Quando a empresa foi criada, o mercado todo transportava 30 milhões de pessoas por ano”, ressaltou.

O presidente da Gol revelou ainda que somente nesta alta temporada a Gol transportará 4 milhões de passageiros.