Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Aviação / Destinos

França passa a exigir teste negativo de Covid-19 de todos os passageiros

A breathtaking shot of a sunrise over the beautiful city of Paris

As autoridades de saúde francesas identificaram treze casos suspeitos de contaminação pela variante Omicron em toda a França

Diante da disseminação da variante Omicron da Covid-19, a França fortaleceu os protocolos para a chegada de viajantes internacionais. A partir desta quarta-feira (1), de acordo com o porta-voz do governo, Gabriel Attal, a França passa a exigir teste de Covid-19 negativo para todos os passageiros. O teste deve ser feito em até 48 horas antes do embarque para vacinados e dentro de 24 horas antes do voo para não vacinados.

As autoridades de saúde francesas identificaram treze casos suspeitos de contaminação pela variante Omicron do SARS-CoV-2 em toda a França. Segundo Gabriel, é muito provável que os casos identificados na África do Sul já estejam presentes na França e serão identificados nas próximas horas ou dias.

O porta-voz do governo explicou também que os voos de/para dez países da África Austral (África do Sul, Lesoto, Botswana, Zimbabwe, Moçambique, Namíbia, Eswatini, Malawi, Zâmbia e Maurícias) serão retomados a partir de sábado (4), com viagens permitidas apenas para franceses, cidadãos da UE, diplomatas e marinheiros.

Os viajantes também serão testados na chegada à França, seguido de isolamento por sete dias se o resultado for negativo e dez dias se o resultado for positivo. Em ambos os casos, o confinamento “será monitorado pelas forças de segurança interna e, se violado, a multa será entre mil e 1,5 mil euros”, acrescentou Attal.

Suspensão prolongada de voos do sul da África

A França decidiu prorrogar até sábado a suspensão dos voos de sete países da África Austral. “Vinte e três países europeus tomaram as mesmas medidas para restringir o acesso ou suspender os voos”, afirmou o secretário de Estado dos Assuntos Europeus, Clément Beaune. O último país é a Espanha, que decidiu na terça-feira (30/11) suspender os voos dos sete países até 15 de dezembro, para “combater a propagação” da variante Omicron.

Receba nossas newsletters
 

Todo o conteúdo produzido pelo Mercado & Eventos é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo sem autorização do Mercado & Eventos.

Para compartilhar esse conteúdo, utilize uma das formas de compartilhamento dentro da página.