Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Serviços / Vai e Vem

Localiza anuncia Bruno Lasansky como novo CEO; Eugênio Mattar presidirá conselho

Trajetória de reconhecimentos a coloca no posto de empresa mais valiosa do mundo entre as locadoras de capital aberto.

Eugênio Mattar, deixará o cargo de CEO em 27 de abril para assumir a presidência do conselho

A Localiza anunciou na noite desta quinta-feira (25) a troca no comando da companhia. A partir de 27 de abril, Bruno Lasansky será o novo diretor-presidente (CEO). O executivo substituirá Eugênio Mattar, que assumirá a função de presidente executivo do Conselho de Administração da Localiza. O atual presidente do conselho, Oscar Bernardes, passará atuar como vice-presidente.

“Valendo-se de sua experiência executiva e seu profundo conhecimento da Companhia e da indústria de mobilidade, o Sr. Eugênio Mattar irá se dedicar ainda mais à definição das estratégias de médio e longo prazos da Localiza, visando gerar valor para todos os públicos de interesse da Companhia e apoiando o novo Diretor-Presidente e demais executivos”, diz o comunicado enviado ao mercado.

Bruno Lasansky, novo CEO da Localiza

Bruno Lasansky, novo CEO da Localiza

O comunicado destaca que Bruno Lasansky vem participando de um “processo cuidadoso e estruturado” da sucessão de Eugênio Mattar no comando da companhia. Lasansky está há sete anos na Localiza. De 2014 a 2016, ele liderou, como consultor, iniciativas de definição estratégica, excelência operacional e inovação da empresa. A partir de 2016, passou a fazer parte integral do corpo executivo da Companhia, inicialmente como Diretor Executivo da Divisão de Aluguel de Carros, implementando projetos estruturantes, e, desde o início de 2019, como Chief Operating Officer (COO), passando a ser responsável por todas as divisões de negócio.

A troca acontece em um momento de grandes mudanças da companhia, que incluim o fim da parceria com a Hertz e a fusão com a Unidas, já aprovada pelos acionistas mas que ainda aguarda aprovação do Cade.

Receba nossas newsletters