Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Destinos

Na Europa, Alemanha, Bélgica, Holanda e mais países enfrentam nova onda da pandemia

A sign reading "Sorry, closed due to Covid-19" on the glass door of the cafe

A sign reading “Sorry, closed due to Covid-19” on the glass door of the cafe

A pandemia voltou com tudo em certos países da Europa, com notável aumento de infecções e hospitalizações nas últimas duas semanas, a ponto de retomar seu triste título de epicentro da epidemia. Entre os países que mais preocupam, estão a Holanda, a Alemanha, a Bulgária e a Áustria. O Centro Europeu para Controle de Doenças (ECDC) já está certo de que hospitalizações e número de mortes aumentarão nas próximas duas semanas.

Holanda

A Holanda foi classificada como “situação muito preocupante” pelo ECDC. Na última quinta-feira (11), o país anunciou 16.364 novos casos de Covid nas últimas 24 horas, quebrando o recorde anterior de 12.997 casos estabelecido em dezembro de 2020. O mais preocupante é que este aumento muito acentuado da contaminação ocorre quando 82% dos holandeses com mais de 12 anos já estão totalmente vacinados.

O declínio da eficácia da vacina ao longo do tempo pode, portanto, explicar esse rebote epidêmico, contra o qual o governo decidiu agir. Na sexta-feira (12), o primeiro-ministro holandês anunciou a reintrodução do lockdown parcial, por pelo menos três semanas. Bares, restaurantes e lojas consideradas “essenciais”, como supermercados, fecham as portas às 20h, enquanto os negócios não essenciais terão de interromper as atividades às 18h.

Alemanha

Alemanha já aceita brasileiros vacinados

Na Alemanha, 67,5% da população recebeu duas doses da vacina, ainda longe dos 75% como meta e já alcançado pelos países vizinhos

Na Alemanha, a situação não é diferente. O país vem registrando recorde diários de infectados pela Covid-19. No último sábado (13), o governo registrou 45.081 novos casos e 228 mortes em 24 horas na Alemanha. Na quinta-feira (11), dois dias antes, o país havia registrado um recorde de novos casos diários desde o início da pandemia, com 50.196 novas infecções. O governo já está cogitando a volta do lockdown.

Na Alemanha, 67,5% da população recebeu duas doses da vacina, ainda longe dos 75% como meta e já alcançado pelos países vizinhos. A chanceler alemã, Angela Merkel, se diz favorável à vacinação. “Estou muito preocupada com a situação. Estamos enfrentando semanas difíceis. Precisamos de um esforço nacional para quebrar a forte onda de outono e inverno da pandemia”, disse Angela Merkel.

Bulgária

A Bulgária está enfrentando uma forte quarta onda da pandemia e tem uma média de 170 mortes diárias por conta da doença. A taxa de mortalidade aí é uma das mais altas do mundo, em parte devido ao sistema de saúde comprometido, mas também à baixíssima taxa de vacinação: apenas 23% da população recebeu suas duas doses da vacina, o que torna uma das menos vacinadas países da União Europeia.

Bélgica

A Bélgica é um dos países onde a situação é considerada “muito preocupante” pelo Centro Europeu de Controle de Doenças. A França decidiu mesmo reforçar as condições para a entrada em território francês a partir do país vizinho. Apesar de 74% da população belga já estar totalmente vacinada, a taxa de positividade do teste por lá é de 12,7%. O país registrou uma média de 10 mil novos casos por dia nesta semana, um número quase 40% acima da semana anterior.

Áustria

O número de casos de Covid=19 também está batendo recordes na Áustria, onde a situação é considerada “preocupante” pelo Centro Europeu de Doenças. Um aumento da contaminação que pode ser explicado pela baixa taxa de vacinação completa, em torno de 65%, abaixo da média europeia (67%) e bem abaixo de países como a Espanha (79%) ou mesmo da França (75%).

Para fazer frente a esse aumento e incentivar a vacinação, o governo anunciou a entrada em vigor de um bloqueio para pessoas que não foram vacinadas ou que não contraíram Covid-19 recentemente. Pessoas não vacinadas com 12 anos ou mais não têm mais o direito de sair de casa, exceto para fazer compras, praticar esportes ou ir a consultas médicas. Os efeitos dessa medida serão avaliados em cerca de dez dias.

Receba nossas newsletters
 

Todo o conteúdo produzido pelo Mercado & Eventos é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo sem autorização do Mercado & Eventos.

Para compartilhar esse conteúdo, utilize uma das formas de compartilhamento dentro da página.