Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Cruzeiros

MSC publica Relatório de Sustentabilidade e destaca compromissos até 2050

Pierfrancesco Vago, Presidente Executivo da MSC - Foto: reprodução

Pierfrancesco Vago, Presidente Executivo da MSC – Foto: reprodução

A MSC desenvolveu um amplo Plano de Ação de Sustentabilidade, estabelecendo seis áreas principais com atividades, objetivos e metas. Os progressos visam tingir operações com zero emissões líquidas até 2050, além de cuidar das suas pessoas e apoiar o turismo sustentável.

A publicação foi elaborada estabelece seis fluxos de trabalho: transição para zero emissões líquidas, análise de uso e desperdício de recursos, apoio às pessoas, investimento em turismo sustentável, construção de terminais mais verdes e aquisições de suprimentos de forma sustentável. Tais diretrizes se enquadram em quatro áreas com foco em sustentabilidade da Companhia: Planeta, Pessoas, Local e Suprimentos.

“Enquanto navegamos pela inusitada turbulência dos últimos dois anos, mantivemos o foco em práticas de negócios sustentáveis e na proteção de nossos hóspedes, colaboradores e das comunidades onde operamos. Hoje, mais do que nunca, reconhecemos a vital importância do nosso meio ambiente e de um planeta saudável e viável. Estamos firmemente comprometidos com a nossa meta de longo prazo de atingir zero emissões líquidas até 2050 em nossas operações de cruzeiro e estamos bem avançados nessa jornada”, declara Pierfrancesco Vago, presidente Executivo da Divisão de Cruzeiros do Grupo MSC.

“Como empresa e indústria, estamos investindo fortemente no desenvolvimento acelerado de tecnologias e soluções ambientais que não existem ainda para tornar esses objetivos alcançáveis. Deve-se reconhecer que, para esse esforço, também precisamos do total envolvimento dos governos e de outras entidades públicas e privadas para garantir, por exemplo, que exista a infraestrutura certa em terra e que os combustíveis verdes estejam disponíveis em escala para nossos navios em todo o mundo. Isso nós não podemos fazer sozinhos”.

Linden Coppell, Diretora de Sustentabilidade da MSC Cruzeiros, acrescentou: “A adequação e a relevância de nossa Estratégia de Sustentabilidade e planos de ação têm sido confirmadas por meio de uma avaliação de materialidade que exige o envolvimento de colaboradores, hóspedes e dos principais stakeholders externos, ajudando-nos a priorizar nossos tópicos de sustentabilidade. Para cada um deles, estabelecemos métricas claras com as quais podemos medir o seu progresso. Por meio de nossos futuros Relatórios de Sustentabilidade anuais, seremos capazes demonstrar o cumprimento de nossas metas.”

Em 2021, a armadora teve progressos em todas as áreas do Plano de Ação de Sustentabilidade da MSC Cruzeiros, como: transição para atingir zero emissões líquidas em 8%, comparado com o desempenho do projeto. O objetivo é limitar SOx, NOx e particulados, principalmente nos portos.

Até o final de 2021, 14 de nossas embarcações estavam equipadas com sistemas híbridos de limpeza de gases de escape, reduzindo o SOx em 98%. Nossos três navios mais novos possuem conversores catalíticos seletivos, que convertem NOx em nitrogênio inofensivo e água.

Em termos de análise de uso e desperdício de recursos, todos os navios da MSC Cruzeiros estão equipados com sistemas de tratamento de água de lastro aprovados e certificados. Em 2021, 100% da água de lastro foi filtrada e tratada com UV antes de ser descartada no mar, para garantir que não contenha organismos aquáticos nocivos e patógenos, que podem prejudicar o ambiente local.

No último ano, a MSC investiu no bem-estar dos colaboradores, tanto a bordo quanto em terra, por meio dos programas de treinamento, garantindo que as equipes estivessem em conformidade para a chegada de novas tecnologias e futuras mudanças.

Investimento em turismo sustentável, culminando na criação de criações de excursões baseadas em princípios de sustentabilidade. Cerca de 70% desses passeios contam com transporte de baixo impacto, incluindo caminhadas, ciclismo ou caiaque, e muitos contribuem diretamente para o meio ambiente por meio do apoio às espécies ou à proteção do habitat.

A MSC também investiu, em 2021, em novas instalações de terminais sustentáveis, como o Terminal de Cruzeiros de Durban, na África do Sul, que entrou em operação em dezembro de 2021. Houve ainda, a construção do terminal Miami começou, que conta com um sistema abrangente de gestão ambiental e social. Um terceiro novo terminal da MSC Cruzeiros está em construção em Barcelona e está previsto para entrar em operação em 2023.

“Estamos comprometidos em atender à certificação LEED em todos os novos terminais em que investimos. A LEED (Liderança em Energia e Design Ambiental) é um sistema global de classificação de construções verdes, amplamente utilizado. Seus rigorosos sistemas baseados em pontuação garantem altos níveis de eficiência no projeto e na operação da edificação”, garante a armadora.

O sexto quesito, “aquisição de suprimentos de forma sustentável”, contou com a criação de um comitê interno dedicado a garantir que a abordagem de compras tenha um impacto positivo na sociedade e minimize os danos ao meio ambiente. Ele é composto por diretores de compras, logística e sustentabilidade, que se reúnem a cada dois meses para revisar os padrões operacionais em toda a nossa cadeia de suprimentos e identificar oportunidades específicas de mudanças positivas.

Saiba mais sobre o Relatório de Sustentabilidade 2021 clicando aqui.

Receba nossas newsletters
 

Todo o conteúdo produzido pelo Mercado & Eventos é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo sem autorização do Mercado & Eventos.

Para compartilhar esse conteúdo, utilize uma das formas de compartilhamento dentro da página.