Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Destinos / Serviços / Turismo em Dados

Atividade turística cai 4,8% em fevereiro, mas cresce na comparação com 2018

gráfico-shutterstock_328216631

Atividade caiu na comparação com janeiro, mas registra crescimento na comparação com fevereiro de 2018.

O índice de atividades turísticas caiu 4,8% no mês de fevereiro, na comparação com o mês de janeiro, quando havia avançado 3,9% e interrompido quatro meses seguidos de queda. Os dados são da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Onze dos 12 estados que integram a pesquisa acompanharam este movimento de queda na comparação entre os dois primeiros meses do ano. O destaque ficou por conta do Rio de Janeiro (-8,2%), que eliminou quase todo o ganho acumulado entre outubro de 2018 e janeiro de 2019 (8,4%). Outras pressões negativas importantes vieram de São Paulo (-1,7%), do Distrito Federal (-12%) e da Bahia (-4,1%). A única contribuição positiva veio do Espírito Santo (1,5%), sua quarta expansão consecutiva, acumulando alta de 5,5%.

2018 x 2019

Na comparação com fevereiro de 2018, o volume de atividades turísticas no Brasil subiu 5%, impulsionado, principalmente, pelo aumento de receita das empresas de serviços de catering, bufê e outros serviços de comida preparada, de transporte aéreo de passageiros e de hotéis. O segmento de restaurantes exerceu a influência negativa mais importante sobre os serviços turísticos.

Em termos regionais, metade (6) das doze unidades da federação investigadas mostrou avanço nos serviços voltados ao turismo, com destaque para São Paulo (14,7%), que emplaca a sua 12ª taxa positiva seguida. Os impactos negativos mais importantes vieram do Rio de Janeiro (-5,4%) e de Santa Catarina (-7,6%).