Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Opinião

OPINIÃO – Segmentação turística

Por Airton Abreu*

Airton Abreu

Airton Abreu

A melhor maneira de incluir os produtos turísticos, que atualmente não estão sendo explorados adequadamente em um destino, é através da segmentação de mercado.  Essa importante ferramenta propicia estudar estatisticamente os grupos homogêneos de turistas, identificando uma série de diferenças, como faixa etária, motivo da viagem, escolaridade, ocupação, estilo de vida, tipo de transporte, nível econômico, renda, destino geográficos, ciclo de vida e outras. A referida segmentação permite que as preferências dos turistas sejam diferenciadas, facilitando a identificação das suas razões de viajar, ou não viajar, para um local específico.

Com base na segmentação, os gestores turísticos e as empresas vão atuar no mercado de forma focada, atendendo às necessidades de cada grupo de clientes, bem como poderão utilizar-se de campanhas de marketing de forma assertiva, obtendo respostas positivas na expansão do negócio.

Sugerimos que esse trabalho seja desenvolvido pelo Gestor do Turismo local, com a participação efetiva do trade receptivo e emissivo, com o objetivo de desenvolver as ações de planejamento visando identificar o público-alvo para os “nichos” existentes no destino. É importante que as informações sobre os produtos (nichos) estejam bem especificadas e sistematizadas, de tal forma que o cliente possa encontrar e consumir aquilo que foi ofertado e ficar satisfeito.

Com a definição do público-alvo para o segmento turístico, devemos atentar ao fato que teremos que desenvolver ações de comercialização através de canais de distribuição específicos, isto é, com grandes operadoras e suas agências de viagem conveniadas viabilizando o marketing, utilizando sites do destino, redes sociais, mídias cooperadas, presstrip com jornalistas, com objetivo de divulgar uma imagem positiva do destino, bem como realizar famtour com operadores e agentes de viagem.

A obtenção, junto às operadoras, de pacotes turísticos com preços competitivos em relação aos outros destinos concorrentes é de fundamental importância, com o intuito de aumentar significativamente o fluxo.

Com base nessa perspectiva, espera-se que o destino atenda com dinamismo a sociedade nas suas necessidades básicas tais como, mais emprego e maior geração de renda.

* Airton Abreu foi secretário de Desenvolvimento e Turismo do Maranhão entre 2003 e 2006 e na Eletrobras entre 2009 e 2019. É formado em Economia e Administração de Empresa pela Faculdade Cândido Mendes e cursa MBA em Gestão de Negócios de Turismo Anhembi Morumbi e Pós Graduação em Turismo e Hotelaria na Faveni

Receba nossas newsletters