Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Política

Embratur mapeia Turismo Acessível para promoção do Brasil no exterior

Ilha deve receber cerca de 16 mil turistas até o final de fevereiro (Foto:Embratur)

Em Fernando de Noronha (PE), há pontos preparados e acessíveis para qualquer tipo de deficiência física

Celebrado nesta quinta-feira (19), o Dia Mundial de Conscientização sobre a Acessibilidade tem como objetivo sensibilizar a sociedade sobre a importância da inclusão das pessoas com deficiências. Iniciativas como praias acessíveis, Carnaval inclusivo e boas práticas no setor aéreo têm se multiplicado no território nacional.

Por meio da Gerência de Turismo Acessível, a Embratur (Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo) mapeia esses modelos e planeja usá-los como ferramentas de promoção do Brasil como destino referência para o mundo.

“Nossa missão é reunir iniciativas e ações relacionadas à acessibilidade para buscar soluções que garantam o desenvolvimento de uma política de turismo inclusivo e acessível para todos, tornando o Brasil um país para onde todos possam viajar”, afirma o presidente da Embratur, Silvio Nascimento.

Praias acessíveis

Entre os destinos mais procurados pelo turista estrangeiro, as praias brasileiras estão cada vez mais aptas a receber as pessoas com deficiência. Em Fernando de Noronha (PE), há pontos preparados e acessíveis para qualquer tipo de deficiência física. Na Praia do Sudeste, por exemplo, existem rampas da entrada até a areia, além de cadeiras de rodas adaptadas.  Já na Praia do Sancho, há rampas adaptadas que dão acesso ao mirante, assim como na Praia do Leão.

Em São Paulo, o projeto Praia Acessível conta com 12 municípios do litoral paulista e nove prainhas de água doce do interior do estado. Cadeiras anfíbias foram entregues nas cidades do litoral como Bertioga, Caraguatatuba, Guarujá, Itanhaém, Ilhabela, Mongaguá, Santos, São Sebastião, São Vicente, Praia Grande, Cananéia e Ubatuba.

Um programa semelhante encabeçado pelo governo de Santa Catarina atende a pessoas com diferentes graus de deficiência física e mental em 68 praias de 23 cidades litorâneas.

Além das praias, outros atrativos turísticos no Brasil estão preparados para o turismo acessível. Parques Nacionais, cachoeiras, museus, teatros e outras atrações culturais também compõem a lista de ambientes que buscam inclusão social e o acesso de pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida à atividade turística.

GUIA ARQUITETÔNICO – Embratur, o Ministério do Turismo e a Secretaria de Turismo do Distrito Federal (Setur-DF) firmaram um Acordo de Cooperação Técnica. O projeto envolveu a criação de um Guia Arquitetônico de Turismo Acessível, cuja rota percorre seis atrativos localizados no Eixo Monumental de Brasília, pelo qual o turista com deficiência é orientado sobre como se deslocar entre os pontos, como acessar cada um desses locais e o que vai encontrar em cada um deles.

Receba nossas newsletters
 

Todo o conteúdo produzido pelo Mercado & Eventos é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo sem autorização do Mercado & Eventos.

Para compartilhar esse conteúdo, utilize uma das formas de compartilhamento dentro da página.