Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Política

Alagoas já concedeu R$ 1 milhão em crédito para empresas do Turismo

Rafael Brito,, secretário de Turismo de Alagoas

Rafael Brito,, secretário de Turismo de Alagoas

Em menos de vinte dias de atendimento, o crédito disponibilizado pelo governo de Alagoas, por meio da agência de fomento Desenvolve, chegou a R$ 1 milhão concedido a empresários da cadeia do turismo em Alagoas. A ação faz parte do pacote emergencial concedido pelo Executivo estadual a empreendedores do setor do turismo, que é um dos mais afetados pela pandemia do novo coronavírus.

À frente do plano de retomada da economia em Alagoas, o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, ressalta que o acesso ao crédito por parte dos empresários é essencial na manutenção dos empregos no setor.

“Alagoas tem o Pacote Econômico mais forte e robusto de todo o país para ajudar os empresários e microempreendedores nesse momento tão difícil. Alcançamos a marca sensacional de R$ 1 milhão em créditos concedidos sem juros em vinte dias. São mais de 20 mil atendimentos já realizados, e a equipe da Desenvolve vem trabalhando incansavelmente para continuar fazendo todas as liberações da maneira mais célere possível. Isso fará que os danos à economia sejam minimizados, com a preservação dos empregos de milhares de alagoanos”, celebrou Rafael Brito.

O crédito está disponível para as empresas do Simples Nacional e contam com taxa zero de juros e carência de seis meses. Para os microempreendedores individuais do segmento, o limite de crédito é de R$ 4 mil, taxa zero e pagamento de 50% pelo Governo do Estado. A contrapartida do executivo estadual é a manutenção dos empregos por parte do empreendedor.

Ao todo, o crédito deve atender cerca de mil beneficiários. Hotéis e pousadas, agências de turismo, guias de turismo, acampamentos turísticos, centros de convenções, organizações de eventos, casas de espetáculos, bares, restaurantes, cafeterias e similares, locadoras de veículos, transportadoras turísticas, parques temáticos, empreendimentos de apoio ao turismo náutico ou pesca esportiva, prestadores de infraestrutura para eventos, entre outros, estão entre as categorias contempladas.

Receba nossas newsletters