Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Destinos / Turismo em Dados

CNC prevê que Turismo retome níveis pré-pandemia de receita no terceiro trimestre

O quadro adverso do turismo vem se revertendo de forma gradual, com o Índice de Atividades Turísticas crescendo 4,5% em março, após recuo acumulado de 0,9% nos dois primeiros meses do ano, de acordo com dados do IBGE. E a expectativa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), é que o setor restabeleça, já no terceiro trimestre deste ano, o nível de receitas anterior à crise sanitária.

7877

Os Estados de São Paulo (R$ 222,1 bilhões) e Rio de Janeiro (R$ 66,1 bilhões) concentram 57% da perda nacional

Contudo, apesar da tendência de redução das perdas ao longo dos últimos meses, as atividades turísticas seguem operando “no vermelho” em relação ao início da crise sanitária. Segundo levantamento da entidade, com base nos dados do IBGE, o turismo brasileiro já acumula um prejuízo de R$ 508,8 bilhões desde o início da pandemia. Em março, a diferença entre a geração efetiva de receitas e o seu potencial mensal registrou perda de R$ 9 bilhões.

Diante do cenário, a CNC revisou de +0,9% para +1,6% a projeção de crescimento do setor de serviços em 2022. De forma semelhante, o turismo, prejudicado pela conjuntura econômica menos favorável, tende a crescer menos também neste ano (+2,4%) do que em 2021 (+22,1%).

Receba nossas newsletters
 

Todo o conteúdo produzido pelo Mercado & Eventos é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo sem autorização do Mercado & Eventos.

Para compartilhar esse conteúdo, utilize uma das formas de compartilhamento dentro da página.