Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.
De acordo com a legislação atual, informamos que a nossa empresa NÃO utiliza cookies para melhorar experiências a quem nos acessa. Por favor leia nossa Política de privacidade e saiba mais sobre a transparência e Governança Corporativa da nossa organização.
OK

Destinos / Parques e Atrações / Vai e Vem

Entrevista: Rogério Mendes fala sobre novo desafio na expansão da Gramado Parks

Rogério Mendes assumiu em maio a função de diretor comercial de entretenimento da Gramado Parks

Rogério Mendes assumiu em maio a função de diretor comercial de entretenimento da Gramado Parks

Após 25 anos atuando em canais de distribuição do turismo, sendo cinco em sua agência e 20 na CVC, Rogério Mendes iniciou em maio um novo desafio, agora atuando em um produto turístico. O executivo assumiu em maio o cargo de diretor comercial de entretenimento do Grupo Gramado Parks, proprietário por importantes empreendimentos como o parque Snowland e o resort Whyndam Gramado, além da Rio Star, roda gigante no Rio de Janeiro.

Mendes assume o desafio em um momento de forte expansão do grupo e em meio a inaugurações, projetos em construção e novas oportunidades em estudo em todo o Brasil. O primeiro deles já neste primeiro mês, foi a promoção do Acquamotion, parque aquático indoor de águas termais que será inaugurado nos próximos dias, também em Gramado.

Em entrevista ao M&E, Rogério falou sobre o novo desafio, dos novos projetos, como uma roda gigante em Foz Do Iguaçu e o parque aquático em Carneiros (PE), a da expansão da Gramado Parks para se tornar um dos principais nomes do entretenimento turístico no Brasil. 

MERCADO & EVENTOS – Após 20 anos de CVC, você assume um novo desafio, agora à frente de um produto turístico. Como surgiu esta oportunidade e quais as principais diferenças?

Rogério Mendes –  A oportunidade surgiu por um convite do Ricardo Pinheiro, também um ex-CVC, que é nosso VP de entretenimento na Gramado Parks. Começamos a conversa, surgiu o convite e participei de todos os processos e estou aqui. Completei um mês e estou bem animado. É diferente. Apesar de continuar com o turismo na veia, muda um pouco. Eu sempre estive na intermediação e agora dentro da atração eu participo da construção do produto, sabendo, os bastidores, as dificuldades e as oportunidades de entregar uma experiência para os visitantes

 

M&E – Quais serão as principais atribuições nesta nova função?

Vou cuidar de toda parte do entretenimento, e aí estou falando dos dois parques de Gramado, o Snowland e o Acquamotion, a Rio Star, e os projetos de Foz do Iguaçu, com a Foz Star, roda gigante de Foz do Iguaçu, um projeto que está bem avançado, e o Acquaventura, parque aquático em Carneiros (PE). Na minha gestão estão a venda dos ingressos para todos os parques e todos os canais de comercialização. Minha base será em São Paulo, mas vou ficar muito em Gramado, pois boa parte da minha equipe está no Snowland e vai ficar no Acquamotion. Este primeiro mês eu fiquei quase que inteiro em Gramado, por conta da inauguração.

 

M&E – Já estão confirmadas as datas de inauguração destas novas atrações?

O projeto da Foz Star está avançado e a previsão é para o começo de 2022. E o Acquaventura é para setembro de 2022. Temos também o próprio Snowland com uma ampliação grande em curso, que vai dobrar o tamanho do parque em 2022.

Projeção do Acquaventura

Projeção do Acquaventura

 

M&E – Há outros projetos previstos?

Há estudos em curso e negociações, além da busca de terrenos em destinos importantes. Ainda não posso mencionar, mas são destinos de relevância no turismo que vamos implementar outros projetos.

 

M&E – Como uma ampla experiência na relação com agências de viagens, quais os seus projetos para fortalecer estas atrações no mercado B2B?

Este um dos motivos que eu estou aqui, por esta proximidade do mercado que adquiri na CVC. É muito importante esta parceria com operadoras, agências e OTAs e queremos reforçar isso. Há bastante oportunidade de aproximação. Muitas operadoras ainda não trabalham diretamente conosco, e há outras grandes que já trabalham, mas que visualizarmos oportunidades de reforçar essas parcerias. Podemos melhorar muito essa comunicação com o mercado B2B e vamos trabalhar para isso, para que todos conheçam nossos produtos, promoções e as oportunidades em tempo real para que eles possam vender. Muitos turistas vêm para Gramado e já têm programação a visita ao Snowland, pois é o único parque de neve do Brasil. Há esse desejo de visitar o parque, mas muitos chegam a Gramado sem ter o passaporte antecipado, sem programar o dia que querem visitar e acabam comprando na bilheteria. Essa é uma grande oportunidade para o B2B. Quem está vendendo um hotel ou passagem para Gramado tem a oportunidade de explorar essa atração e vamos trabalhar para estimular os parceiros a realizar essa venda antecipada.

“Há esse desejo de visitar o parque, mas muitos chegam a Gramado sem ter o passaporte antecipado”

M&E –  Com a pandemia, muitas operadoras passaram a procurar e desenvolver mais produtos no mercado nacional, algumas inclusive que antes não trabalhavam com produtos domésticos. Esta nova realidade torna mais propício o momento pra realizar esta expansão?

Os investimentos estão focados nesse crescimento do mercado interno. Acreditamos muito no nosso mercado doméstico. Com o calendário de vacinação acelerando as pessoas se sentem mais seguras em viajar e estar em destinos de peso que tem um confiança nos protocolos de segurança, como é o caso de Gramado é fundamental. Acreditamos muito nos nossos projetos e por isso estamos abrindo muitas vagas em diversas áreas e expandindo.

 

M&E – Com Snowland, o Acquamotion, e outras atrações como a Foz Star  e Acquaventura consolidam a Gramado Parks como um dos principais grupos de entretenimento do país. Vocês vislumbram a liderança no segmento?

Acho que o foco não é nem ser número um, mas sim ter boas atrações e empreendimentos de lazer que as pessoas queiram visitar e retornar com amigos e parentes. Queremos proporcionar uma boa experiência, desde a hospitalidade até a atração em si. A gente quer que a pessoa que venha a Gramado, por exemplo, deseje colocar na programação dele visitas ao Acquamotion e ao Snowland, que consequentemente vão aumentar o tempo de permanência do turista, pois são atrações que ele fica o dia inteiro. Não necessariamente ser o líder, mas ter o melhor produto possível pra entregar a melhor experiência.

Receba nossas newsletters