Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.
De acordo com a legislação atual, informamos que a nossa empresa NÃO utiliza cookies para melhorar experiências a quem nos acessa. Por favor leia nossa Política de privacidade e saiba mais sobre a transparência e Governança Corporativa da nossa organização.
OK

Parques e Atrações

Parques da Disney em Orlando podem reabrir apenas em julho, diz analista

disney ey

O Disney Springs volta a abrir suas portas no dia 20 de maio

Embora o prefeito do Condado de Orange, na Flórida, Jerry Demings, tenha afirmado que uma abertura em soft opening dos parques a partir de junho parecia ser uma decisão “mais realista”, analistas financeiros especializados em Disney acreditam que os parques em Orlando podem abrir apenas em julho. Isto se a empresa seguir o mesmo ritmo da Disney Shanghai, na China, que reabriu as portas nessa segunda-feira (11) após ter operações suspensas no dia 25 de janeiro.

“Ainda há muitas incógnitas, mas se o tempo para reabrir o Downtown Disney em Xangai e a Disneylândia de Xangai for semelhante para Disney Springs e Disney World, isso sugere que a Disney World reabriria em 22 de julho, 41 dias antes da nossa previsão inicial que era apenas em setembro ”, disse o analista da Rosenblatt Securities, Bernie McTernan.

O Disney Springs, por exemplo, voltará a abrir suas portas no dia 20 de maio. Será a primeira fase de reabertura do local, que ainda contará com limite de capacidade, estacionamento e horários de funcionamento. A princípio, apenas um limitado número de lojas e restaurantes terceirizados será reaberto. É o que já acontece com o Disneyland Shangai, que seguiu uma série de regras, restrições e protocolos aprimorados de higiene e segurança para reabrir.

O chairman da Disney, Bob Iger, reafirmou que diversos desafios ainda precisarão ser enfrentados para a empresa reabrir seus parques com a segurança necessária, o que envolve uma série de ações e soluções. “É provável que precisemos realizar testes em massa e, de alguma maneira, identificar aqueles que estiveram expostos ou que contrairam o vírus, para que não contaminem outras pessoas”, afirmou.

Medidas a serem adotadas na reabertura

A empresa planeja adotar a mesma abordagem do Shanghai Disneyland para reabrir os parques ao redor do mundo. É o caso da capacidade limitada, já que os hóspedes serão obrigados a comprar ingressos, válidos apenas em uma data selecionada, enquanto os portadores do passe anual serão obrigados a fazer uma reserva antes da visita.

As filas também serão gerenciadas e estruturadas de acordo com os níveis de capacidade recomendados, e atrações terão o distanciamento social mantido. Além disso, haverão procedimentos governamentais e de saúde necessários para prevenção, como exames de temperatura na entrada e fornecimento de um código QR da Shanghai Health (sistema de rastreamento de contato e detecção precoce da China). Os hóspedes também devem usar máscaras, exceto na refeição.

Haverá ainda uma maior limpeza e desinfecção de todo o parque. Desinfetantes para as mãos serão disponibilizados nas entradas da fila e nas saídas de todas as atrações. Protocolos de higienização aprimorados serão aplicados em locais de alto volume de pontos de contato como nos próprios carrinhos das atrações, nas filas e catracas.

Já os colaboradores receberão novo treinamento sobre os procedimentos de higiene e segurança mais recentes, enfatizando a interação sem contato dos hóspedes, protocolos de limpeza aprimorados e medidas de distanciamento social, além de também receberem seus equipamentos próprios de proteção individual adicionais, incluindo máscaras.

Receba nossas newsletters