Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Feiras e Eventos / Política / Vídeos / WTM-LA 2019

Ministro do Turismo: aumentar a competitividade para reduzir custo das viagens

Marcelo Álvaro Antônio encerrou os discuros na abertura da WTM-LA. (Foto: Eric Ribeiro)

Marcelo Álvaro Antônio encerrou os discursos na abertura da WTM-LA (Eric Ribeiro/M&E)

SÃO PAULO – Ao encerrar os pronunciamentos da abertura da WTM-LA 2019, o Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, fez um discurso sonoro, reforçando as vitórias do setor neste início de ano, como a isenção de vistos para Estados Unidos, Austrália, Canadá e Japão, e a aprovação da Medida Provisória que permitiu 100% de capital estrangeiro nas aéreas nacionais. Mas para o ministro, a grande vitória foi a manutenção do Ministério como pasta independente, que mostrou para o mercado a intenção do governo de priorizar o Turismo em sua agenda.

“Fico muito feliz de viver este momento de reforma administrativa no qual foi possível perceber que o Turismo entra de vez na prioridade do Governo. O Ministério do Turismo não só foi mantido, mas permaneceu como pasta exclusiva. Isso faz com que o Turismo entre na agenda estratégia do governo de uma vez”, afirmou Álvaro.

Mais do que comemorar vitórias, Álvaro Antônio traçou metas ousadas para sua gestão. Entre as principais estão a marca de 12 milhões de turistas estrangeiros, o que representa um crescimento de quase 82% no número atual de visitantes. Com o incremento, a expectativa é chegar a R$ 19 bilhões em gastos de estrangeiros no Brasil.

TURISMO INTERNO E CONECTIVIDADE

No turismo interno, outra meta ousada. O ministro prevê 40 milhões de viajantes domésticos impulsionados por um aumento na conectividade aérea e pela redução no custo. “Estamos implementando medidas para a redução do custo Brasil, por isso comemoramos a chegada das low-costs e abertura de capital. É impossível trabalhar com apenas quatro empresas em um País com mais de 200 milhões de habitantes” afirmou.

Marcelo Álvaro ainda completou destacando que estes movimentos não só reduziram o preço como garantirão uma melhor logística interna. “Temos que aumentar a competitividade, o que vai derrubar o preço das passagens e dar melhores condições para os viajantes. Para suprir esta deficiência logística a abertura de capital é fundamental”.

O titular da pasta ainda revelou pontos que englobam as zonas especiais de interesse turístico, a concessão dos parques naturais, o estabelecimento do teto de 12% de ICMS sobre o querosene de aviação (QAV) e a transformação da Embratur em agência de promoção como as próximas ações e principais meios para alcançar os objetivos de sua gestão. “Estas são as metas que vamos perseguir com determinação e ênfase. O Turismo agora está no centro da agenda econômica do País. Chegou a hora do Turismo”, finalizou.

Após a abertura, Marcelo Álvaro Antônio compareceu ao estande do M&E na WTM-LA para prestigiar o lançamento do Encontro de Líderes, evento que acontece nos dias 15 e 16 de maio, em Foz do Iguaçu. Na ocasião o ministro concedeu uma entrevista exclusiva. Confira abaixo.

VÍDEO: