Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Agências e Operadoras / Feiras e Eventos

Abav TravelSP se consolida no interior com novos nichos e sucesso de público

Fernando Santos, presidente da Abav-SP I Aviesp e Juliana Assumpção, diretora de negócios da Abav-SP I Aviesp falaram sobre os desafios da unificação e o sucesso da nova feira.

Fernando Santos, presidente da Abav-SP I Aviesp, e Juliana Assumpção, diretora de Negócios da Abav-SP I Aviesp, falaram sobre os desafios da unificação e o sucesso da nova feira

ÁGUAS DE LINDÓIA – Chega ao fim, nesta sexta-feira (29), a Abav TravelSP 2022, a reformulada Aviesp Expo após a fusão das entidades. Na última edição do evento, em outubro de 2021, muito se especulou se a feira seria mantida com a união das entidades. A resposta à altura veio seis meses depois com a realização da primeira edição da Abav TravelSP, que recebeu logo mais de 4 mil pessoas em dois dias.

A feira marca não apenas a primeira edição após unificação, mas também a primeira feira após uma maior flexibilização dos protocolos sanitários. Apesar do curto intervalo de tempo entre as edições, o evento consolida a promessa de Fernando Santos, presidente da Abav-SP I Aviesp, de manter a essência e particularidades das entidades.

“Acho que é a entrega daquilo que nos propusemos a fazer e trabalhamos para acontecer: a unificação sem perder a essência e história. E a maior prova disto é este evento”, afirmou o presidente, Fernando Santos.

“Da nossa parte o sentimento é de satisfação total. Quando aceitamos o desafio de fazer uma edição completamente reformulada em menos de 55 dias, tínhamos certeza que conseguiríamos. A dúvida era saber se o trade seria capaz de acompanhar o que estávamos disposto a fazer e deu certo. A feira também marca a entrega da unificação – pensamos muito em como eles receberiam a nova logomarca, o novo nome, e como dar liga e mostramos que não há uma diferença, felizmente, a sinergia aconteceu”, contou Santos.

Mantivemos a tradição do interior e trouxemos os associados da capital, que já se sentem em casa. O pessoal do interior manteve o evento e o da capital ganhou um novo”

Juliana Assumpção, diretora de Negócios da Abav-SP I Aviesp, compartilha ainda a felicidade de conseguir conectar os associados das duas regiões. “Conhecemos nossos associados e vemos, nesta feira, que os associados da capital, que nunca antes tinham vindo – estão passando por nossos corredores. Mantivemos a tradição do interior e trouxemos os associados da capital, que já se sentem em casa. O pessoal do interior manteve o evento e o da capital ganhou um novo”, celebrou.

Fernando Santos acrescentou: “E sem perder a característica de corredores cheios, encontro nos estandes, conversas no café da manhã. Foi uma quebra de barreiras para nós unificar este evento. As pessoas estavam receosas mas nada foi perdido, só ganhamos. São Paulo viu que é uma feira que se inovou. Todos que vieram e viram de perto notaram que foi isso que aconteceu”, destacou.

Inovações e novos públicos

Fernando Santos, presidente da Abav-SP I Aviesp (Foto: Eric Ribeiro).

Fernando Santos, presidente da Abav-SP I Aviesp (Eric Ribeiro/M&E).

Uma das grandes novidades deste ano foi a mistura do turismo corporativo, com o Fórum Abracorp e a realização de palestras e painéis sobre o segmento. “Inovamos com corporativ, que acabou trazendo um público de São Paulo, que não tinha o costume de frequentar esta feira – e que vieram este ano com mais intensidade. Tenho certeza que o fórum e os painéis foram importantes para isso acontecer”, explicou Fernando Santos.

“A partir do momento que você espeta um novo segmento, você agrega aquele publico que não vinha antes porque não tinha o segmento que o interessava. Agora temos com o corporativo e podemos fazer outras ativações com outros segmentos no futuro”

Para Santos, a tendência é de crescimento deste público do corporativo. “A partir do momento que você espeta um novo segmento, você agrega aquele publico que não vinha antes porque não tinha o segmento que o interessava. Agora temos com o corporativo e podemos fazer outras ativações com outros segmentos no futuro”. Juliana complementou a fala de Fernando e afirmou que “muitos que estão aqui, já demostraram interesse de voltar”.

Além disso, a mudança de nome e identidade visual da feira também desempenhou papel fundamental para a entrega do conceito. “A feira foi toda repaginada e a mudança do nome foi muito importante. As pessoas ficaram um pouco receosas com esta mudança mas para quem conhece o evento a bastante tempo, sabe que esta não é a primeira vez que a feira muda de nome. Na nossa nova logomarca, tivemos a intenção de reconectar o interior com a capital, para reforçar o nosso discurso de sermos uma voz única”, contou o presidente da Abav-SP I Aviesp.

Próxima edição: destinos em disputa

O presidente da entidade já revelou que novas edições irão acontecer. Apesar de ainda não ter data e local definido, Fernando afirmou que a intenção é lançar as informações já em julho deste ano e que não deve haver muitas novidades em relações a período da feira e localidade. “Nossa intenção é lançar a nova edição em julho, não há intenção de mudar o local – e deve ser mantida em abril, como é tradicionalmente”, disse.

“Nossa intenção é lançar a nova edição em julho, não há intenção de mudar o local – e deve ser mantida em abril, como é tradicionalmente”, disse;

Contudo, a diretora de Negócios, Juliana Assumpção revelou que tem havido muito procura de outros destinos querendo levar a feira para suas cidades. Fernando, por sua vez, revelou ainda que há uma certa pressa para anunciar a nova edição, para que os expositores e agentes possam se programar, bem como a própria associação.

“Nesta edição, infelizmente, não pudemos colocar todos expositores que queríamos, pois não tínhamos tempo hábil – mas preferimos ser franco do que prometer e não entregar. Porém, acreditamos muito no sucesso de 2023, e queremos lançar a nova data o quanto antes para que os expositores se programem”, completou.

Começo de ano agitado para a entidade

Além do grande desafio que foi organizar a nova feira em poucos meses, a entidade também teve que lidar com outros grandes confrontos – que vieram com a unificação e o retorno do regime híbrido. “O primeiro desafio foi o da feira, mas tivemos também o desafio da reforma da sede, que foi totalmente revitalizada em apenas 1 mês. O novo espaço ficou lindo e funcionará como um co-working para os associados que quiserem trabalhar, realizar reuniões, etc”, finalizou Fernando.

O M&E viaja com proteção GTA e com apoio da Shift Mobilidade Corporativa.

Receba nossas newsletters
 

Todo o conteúdo produzido pelo Mercado & Eventos é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo sem autorização do Mercado & Eventos.

Para compartilhar esse conteúdo, utilize uma das formas de compartilhamento dentro da página.