Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Aviação

CEO da Qatar Airways ameaça deixar aliança Oneworld

Akbar Al-Baker, CEO da Qatar Airways

Akbar Al-Baker, CEO da Qatar Airways

A Qatar Airways pode deixar a aliança Oneworld a qualquer momento. É o que afirma o CEO da Qatar, Akbar Al Baker. Quando perguntado sobre a possibilidade do acordo ser desfeito ainda esse ano, Baker declarou: “Eu não sei. Vamos esperar e ver o que acontece”.

Al Baker está descontente com os esforços da Qantas Airlines de acabar com o acordo de Open Skies entre o Catar e os EUA. Além disso, o representante da Qatar se diz cansado do relacionamento com a American Airlines, que, segundo ele, teria espalhado rumores sobre a Qatar, a fim de restringir o crescimento da aérea do Catar.

Apesar disso, a companhia segue com sua estratégia de crescimento, tendo adquirido recentemente 20% da IAG, controladora da British Airways, e investindo na Latam, Air Italy e outras companhias.

Companhia já ameaçou saída em 2016

Em janeiro de 2016, como vimos aqui no M&E, a Qatar Airways já ameaçava deixar a Oneworld Alliance por conta da American Airlines, sete meses depois do CEO da companhia, Akbar Al Baker, se sentir incomodado com a presença de ambas as companhias dentro de uma mesma aliança. Para Al Baker, na época, a possível saída da Qatar Airways da aliança já tinha a ver diretamente com um certo bloqueio imposto pela American Airlines em relação a expansão da companhia nos Estados Unidos.

“Não podemos ser intimados por ninguém! Se a American Airlines não quer trabalhar de forma justa ao nosso lado, iremos consultar outras possibilidades e até abrir uma nova mini-aliança, quem sabe. Não iremos aturar uma situação onde as condições de trabalho não são das mais justas dentro da aliança e onde não há um mútuo respeito entre as aéreas participantes”, disparou o CEO da Qatar Airways, Akbar Al Baker, há dois anos.