Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Aviação / Curiosidades / Serviços / Tecnologia

Flapper é a primeira empresa de aviação executiva do Brasil a aceitar Bitcoin

unnamed(1)

Arthur Virzin, Chief Technology Officer (CTO) da Flapper

Ao notar um aumento na demanda de voos fretados e compartilhados por estrangeiros e millennials, a Flapper se tornou a primeira empresa de aviação executiva do Brasil a aceitar o pagamento em Bitcoin para voos fretados ou assentos, através do seu aplicativo para smartphones.

A companhia acredita que esse é o melhor momento para começar a testar e medir o comportamento dos usuários relacionado ao uso da criptomoeda. Por meio de um acordo fechado com a empresa WARP Exchange, que lida com todo o ciclo de transação criptografada, a operação já começou a funcionar para os usuários.

A Flapper apostou no lançamento do uso de Bitcoin nesse Carnaval, período de alta utilização do aplicativo, nas viagens com aeronaves executivas entre São Paulo e Rio de Janeiro, São Paulo e Angra dos Reis e Rio de Janeiro e Búzios. Além dos períodos festivos, a empresa possui voos recorrentes para as rotas citadas e voos sob demanda para outras cidades do Brasil.

Em todo o mundo, apenas mais duas empresas no setor de aviação aceitam criptomoedas: uma no setor de aviação executiva, a californiana Surf Air e uma no setor de voos de baixo custo, a FAT Taiwan. “Embora ainda não saibamos para onde o frenesi do Bitcoin levará o Brasil nos próximos anos, acreditamos que este é o momento de começar a testar e analisar o comportamento do usuário relacionado à criptocorrências. A alta demanda nos feriados de Carnaval e para o Rio de Janeiro, sendo o principal destino para o turista estrangeiro médio, criou um cenário perfeito para esse lançamento”, explica Arthur Virzin, Chief Technology Officer (CTO) da Flapper.