Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Aviação

Passaredo apresenta pedido para operar no Aeroporto de Congonhas

Parceria garante desconto na locação de veículos da Movida para passageiros Passaredo

Passaredo apresentou requerimento ao Cade.

A Passaredo enviou um requerimento ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) para que seja considerada como nova empresa apta a operar os slots deixados pela Avianca Brasil no Aeroporto de Congonhas. Em reunião realizada em 28 de maio com a diretoria da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a Passaredo já havia sinalizado seu interesse em operar em Congonhas.

De acordo com José Luiz Felício Filho, presidente da Passaredo, a autorização da operação em Congonhas representa a o ingresso no mais cobiçado aeroporto do Brasil, ligando importantes mercados regionais contemplados pela companhia.

“Somos uma empresa entrante em Congonhas, por conceito. A operação da Passaredo atenderá plenamente aos anseios de aumento da concorrência, além de permitir que importantes mercados regionais, hoje atendidos de forma marginal, possam acessar o aeroporto central. Queremos apenas o que é nosso por direito. Mudar a regra para atender empresa ‘A’ ou ‘B’ criaria privilégios indevidos e insegurança jurídica. Além disso, a entrada no mais rentável aeroporto do Brasil irá permitir à empresa o fôlego necessário à consolidação de seu processo de recuperação financeira”, destacou.

A Passaredo é uma empresa associada da ABEAR e já está se preparando para as adequações necessárias ao incremento da frota e abertura de base operacional. “O ingresso em Congonhas irá gerar imediatamente novos postos de trabalho”, completa Felício Filho.

Receba nossas newsletters