Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Aviação

Procon-SP: conduta da Iberia sobre cancelamento de voos irá para equipe de fiscalização

No começo do ano, o Procon de São Paulo notificou a Iberia e pediu explicações sobre o cancelamento das passagens adquiridas numa promoção do dia 28 de dezembro, envolvendo o trecho Rio de Janeiro – Paris, que tinha sido comercializado por US$ 118 ida e volta. Em resposta, o Procon-SP afirmou que a Iberia não comprovou a ocorrência de erro evidente, conforme alegado, o qual inviabilizaria o cumprimento à oferta.

Nova função no aplicativo auxilia os passageiros a saber se sua bagagem cumpre as medidas em vigor

Procon-SP afirmou que a Iberia não comprovou a ocorrência de erro evidente, conforme alegado, o qual inviabilizaria o cumprimento à oferta

“A Iberia respondeu que não se tratou de uma promoção, mas de um erro na hora de realizar o upload dos preços em seu site que fez com que fossem disponibilizadas tarifas com valor de 10% do valor real. Ainda de acordo com a empresa, tratou-se de erro grosseiro e óbvio, corrigido assim que foi verificado”, informou o Procon-SP.

Segundo o órgão, a companhia aérea deixou de dar algumas das explicações – não informou por qual motivo demorou 72 horas (após emitir os bilhetes) para comunicar seus consumidores sobre o cancelamento, sendo que, de acordo com a própria empresa, o suposto erro foi detectado em algumas horas. Também não esclareceu por qual motivo algumas pessoas foram informadas que a tarifa foi originalmente carregada no valor de US$ 118, mas sofreu elevação em razão da grande procura.

Sobre como (e em que prazo) se dará o reembolso dos valores pagos por aqueles consumidores que compraram as passagens, informou que a devolução será feita “o mais breve possível”. “Ou seja, além da frustração pelo não cumprimento da oferta, os valores pagos não serão devolvidos imediatamente”, disse o Procon-SP.

A conduta será encaminhada para a equipe de fiscalização. “A empresa recusou-se a prestar algumas das informações solicitadas pelo Procon, bem como prestou outras de modo insuficiente e contraditório. Por essa razão, o caso será imediatamente encaminhado à diretoria de fiscalização”, avisa Fernando Capez, diretor executivo do Procon-SP.

Receba nossas newsletters
 

Todo o conteúdo produzido pelo Mercado & Eventos é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo sem autorização do Mercado & Eventos.

Para compartilhar esse conteúdo, utilize uma das formas de compartilhamento dentro da página.