Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Cruzeiros / Destinos

Veneza aprova taxa para visitantes a fim de combater turismo de massa

Imposto visa atingir principalmente a indústria de cruzeiros

Imposto visa atingir principalmente a indústria de cruzeiros

A cidade de Veneza, na Itália, passará a cobrar uma taxa de entrada aos turistas que visitam a cidade, mas não pernoitam. A medida, criada com o objetivo de combater o turismo de massa, visa atingir principalmente a indústria de cruzeiros, responsável por um grande volume de visitantes do destino.

A nova taxa, aprovada em dezembro pelo parlamento italiano, varia de 2,5 a 10 euros, de acordo com o período do ano. As autoridades de Veneza agora estudam a regulamentação do imposto, visando proteger moradores, estudantes e trabalhadores da cidade. O montante recolhido com esta nova taxa deverá ser usado para reforçar os serviços de limpeza urbana, bem como para suportar outros custos resultantes do excesso de turismo.

Com uma população de aproximadamente 50 mil habitantes, Veneza recebe mais de 30 milhões de turistas por ano. Devido ao número de cruzeiros que chegam ao destino, há um grande volume de visitantes que não deixam nenhuma contribuição, tendo em vista que a taxa turística era aplicada somente à hotelaria da cidade.

Esta não é a primeira vez que a cidade de Veneza toma medidas para limitar os efeitos decorrentes do excesso de turismo, uma vez que, ainda em agosto, foram anunciadas restrições, quando a polícia passou a estar autorizada a adotar medidas como impedir temporariamente o trânsito aos não residentes, instituir sentidos de trânsito únicos e a proibir o acesso a determinadas zonas.