Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Cruzeiros / Política / Vídeos

Governo autoriza temporada de cruzeiros 2021/22 no Brasil

porto_de_salvador

A retomada dos cruzeiros deverá injetar R$ 2,5 bilhões na economia nacional e gerar cerca de 35 mil empregos

O Governo acaba de confirmar a realização da temporada de cruzeiros marítimos 2021/2022 no Brasil. O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, que está em Dubai para participar da Expo 2020, divulgou a novidade em primeira mão. Segundo ele, a temporada já está inclusive aprovada pelo presidente Jair Bolsonaro. Entre os navios esperados estão: Seaside, Splendida, Preziosa, Sinfonia, da MSC, e Smeralda e Fascinosa, da Costa Cruzeiros.

A portaria que autoriza o retorno dos cruzeiros à Costa Brasileira foi publicada neste sábado (3) e já deu sinal verde para a temporada. A novidade, segundo o próprio MTur, só foi possível graças a aprovação dos Ministérios da Saúde, Justiça, Infraestrutura, Turismo e Casa Civil. A próxima etapa consiste no detalhamento e definição dos protocolos sanitários por parte da Anvisa que deverá ser anunciado nos próximos dias.

“Pessoal, estamos em Dubai e por aqui já começou a temporada de cruzeiros. E em primeira mão, damos a notícia de que teremos cruzeiros marítimos no Brasil este ano. A temporada está autorizada pelo governo! O presidente Jair Bolsonaro determinou empenho total para que nós conseguíssemos liberar, porque os navios geram 42 mil empregos no Brasil, entre diretos e indiretos. Teremos uma temporada belíssima esse ano”, disse Gilson.

Com isso, os cruzeiros voltarão a navegar nas águas brasileiras entre novembro de 2021 e abril de 2022, possibilitando que brasileiros se juntem às mais de 2 milhões de pessoas que já voltaram a navegar pelo mundo desde que os cruzeiros retomaram suas operações com sucesso, em cerca de 50 países. A retomada dos cruzeiros deverá injetar R$ 2,5 bilhões na economia nacional e gerar cerca de 35 mil empregos.

Medidas adotadas pela Anvisa

Marco Ferraz, presidente-executivo da Clia Brasil

Marco Ferraz, presidente-executivo da Clia Brasil, celebrou a aprovação

Entre as principais medidas que deverão ser definidas pela Anvisa, estão: testes pré-embarque em todos os hóspedes, com triagem rigorosa; tripulantes vacinados, com três testes antes de entrar em serviço e quarentena; uso de máscaras, distanciamento, ocupação reduzida, ar fresco sem recirculação, desinfecção e higienização constantes. Excursões seguirão os protocolos das Companhias Marítimas e dos municípios.

“Somos gratos por todo trabalho e empenho do Governo Federal nesse processo, além do apoio e parceria de todos os estados e municípios que fazem parte da temporada. O retorno bem-sucedido da navegação é resultado de um trabalho conjunto extremamente técnico e criterioso da Clia e da indústria de cruzeiros para a implementação de protocolos criados por médicos, cientistas e especialistas, colocando a segurança dos hóspedes, tripulantes e das cidades visitadas em primeiro lugar. Estamos prontos para navegar e para atender a demanda reprimida de pessoas apaixonadas por cruzeiros”, avaliou o presidente da Clia Brasil, Marco Ferraz.

“O retorno bem-sucedido da navegação é resultado de um trabalho conjunto extremamente técnico e criterioso da Clia e da indústria de cruzeiros para a implementação de protocolos, colocando a segurança dos hóspedes, tripulantes e das cidades visitadas em primeiro lugar”, disse Marco

Para a temporada 2021/2022, estão previstas sete embarcações, responsáveis por ofertar mais de 400 mil acomodações. Serão cerca de 130 roteiros e 570 escalas em destinos nacionais como Rio de Janeiro, Santos, Salvador, Angra dos Reis, Balneário Camboriú, Búzios, Cabo Frio, Fortaleza, Ilha Grande, Ilhabela, Ilhéus, Itajaí, Maceió, Porto Belo, Recife e Ubatuba. Ainda em publicação no Instagram, Gilson informou que o Ministério do Turismo acabou de mandar a portaria para publicação. “Agradeço ao empenho das equipes do Ministério da Infraestrutura, Justiça, Saúde, Casa Civil e SAJ”, publicou Gilson.

Movimentação esperada

O Terminal Concais, no Porto de Santos, por exemplo, tem previsão de iniciar a temporada de cruzeiros no dia 5 de novembro com seis navios percorrendo a costa brasileira até meados de abril de 2022. São esperados 237 mil cruzeiristas. O terminal adotou protocolos para trabalhar com a possibilidade de limitar a ocupação dos cruzeiros para 70% da capacidade.

Costa Smeralda é um dos mais novos navios da frota da armadora

Para a temporada 2021/2022, estão previstas sete embarcações, responsáveis por ofertar mais de 400 mil acomodações; a grande novidade é o Costa Smeralda

No Pier Mauá, por exemplo, no Rio de Janeiro, a primeira das embarcações deverá chegar no dia 4 de novembro. O MSC Preziosa, com capacidade para 4,4 mil pessoas, chegará pela manhã e segue viagem no final do dia. Já o último é o Navigator Of The Seas, que chegará no dia 11 de maio de 2022 e segue viagem no dia 12 com destino a Buenos Aires (Argentina). Para a temporada 2021/2022 são esperados no Pier Mauá 36 navios com mais de 107 mil passageiros.

Clia já vinha trabalhando para viabilizar temporada

No último dia 10 de setembro, a Clia Brasil divulgou uma nota oficial informando que o setor de cruzeiros continuava trabalhando pela viabilização da temporada 2021/2022 e, inclusive, reuniões dos Ministros competentes e responsáveis pelo assunto já estavam agendadas para deliberarem sobre os robustos protocolos de segurança apresentados pelo setor.

“Ressaltamos que esses protocolos de segurança, que já foram implementados pela Clia e pelo setor de Cruzeiros ao redor do mundo, com aprovação das autoridades sanitárias de cada região, mostram que o setor está preparado para navegar em segurança. Aproximadamente 1,5 milhão de pessoas já voltaram a fazer viagens de Cruzeiro, em mais de 170 Navios que estão em atividade nos cerca de 50 países que já liberaram a retomada das operações”, informou a Clia, na ocasião.

Receba nossas newsletters