Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Fotos / Hotelaria

Os primeiros nove meses de operação do Wish Hotel da Bahia; fotos

Gustavo Alves, gerente geral do Wish Hotel da Bahia

Gustavo Alves, gerente geral do Wish Hotel da Bahia

SALVADOR – Propriedade do empresário Guilherme Paulus desde 2011, o icônico Hotel da Bahia passou a operar sob o comando do Wish em janeiro de 2018. A troca do Sheraton pelo Wish estava alinhada a decisão da GJP em investir nas marcas da própria rede e cada vez mais em empreendimentos próprios. E no caso do Wish Hotel da Bahia, que acabou de completar nove meses de operação sob bandeira da GJP, parece ter sido uma decisão acertada. É o que afirma Gustavo Alves, gerente geral do Wish Hotel da Bahia, em entrevista ao M&E.

Veja fotos do hotel abaixo

“A mudança faz parte da decisão da GJP de investir nas marcas da própria rede, como Wish, Linx e Prodigy, e em empreendimentos próprios. Eu acredito que a GJP obteve sucesso ao apostar nesta unidade icônica na Bahia, embora o hotel seja um pouco diferente de outras unidades de bandeira Wish, como o Serrano, em Gramado, por exemplo. O Hotel da Bahia difere de outros da mesma marca, mas acredito ter sido fácil dar este passo na troca de bandeiras por conta de alguns conceitos já praticados pela antiga gestão, como a alta gastronomia”, revelou Gustavo.

O gerente geral acredita ainda que o Hotel da Bahia tem todos os quesitos para atender o perfil do hóspede GJP. No entanto, alguns ajustes acabaram sendo feitos e outros ainda serão neste ano de 2018, o primeiro oficial de operação da unidade agora by GJP. “Embora seja um hotel muito novo, já trouxemos diversos detalhes da bandeira Wish, como a troca de toda a papelaria dos 284 apartamentos, o frigobar e gastronomia padrão Wish, investimento no Centro de Convenções, com a troca de carpete e pintura completa, e a preparação da estrutura para atender a demanda de eventos”, frisou.

Embora adequado, o executivo sabe que o Wish Hotel da Bahia se diferencia um pouco das outras unidades. “Enquanto em Gramado, a unidade está consolidada para família e área de lazer incrível, e o Wish Natal é considerado um exclusive resort, a unidade daqui difere um pouco por ser um hotel de cidade e que recebe não só o público de família, mas o corporativo também. Estamos evoluindo para receber os dois tipos de público cada vez mais, com todo o conforto, luxo, arte, design e excelência em gastronomia que são conhecidos da bandeira Wish”, revelou.

Esta é a segunda passagem de Gustavo Alves pela GJP. A primeira aconteceu entre os anos de 2011 e 2014. Embora conheça muito bem como a rede funciona no País, o gerente geral ficou surpreso como a GJP evoluiu nestes quatro anos em que esteve fora. Ex-Palladium, Gustavo Alves sabe de sua responsabilidade a frente do Wish Hotel da Bahia.

“Já conheço a GJP, é a minha formação. Foi uma honra receber o convite para retornar e assumir este empreendimento icônico para a marca e para a própria cidade. Nosso objetivo maior é reposicionar o hotel para o público de lazer e corporativo e posicionar a marca Wish by GJP numa das cidades mais importantes do país”, finalizou o gerente.

GALERIA: