Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.
De acordo com a legislação atual, informamos que a nossa empresa NÃO utiliza cookies para melhorar experiências a quem nos acessa. Por favor leia nossa Política de privacidade e saiba mais sobre a transparência e Governança Corporativa da nossa organização.
OK

Serviços / Turismo em Dados

Localiza fecha segundo trimestre com receita de R$ 1,6 bilhão

Fachada da sede da Localiza em Belo Horizonte

Apesar do impacto da pandemia da Covid-19, a empresa fechou o trimestre com forte posição de caixa (R$ 3 bilhões)

A Localiza registrou uma receita líquida de R$ 1,6 bilhão neste segundo trimestre de 2020, uma queda de 31,7% com relação ao mesmo período do ano anterior. Já o EBITDA chegou aos R$ 434,8 milhões, queda de 13%. O lucro líquido, por sua vez, foi de R$ 89,8 milhões, o que representou uma redução de 52,7% em relação ao 2T19. Apesar do impacto da pandemia da Covid-19, a empresa fechou o trimestre com forte posição de caixa (R$ 3 bilhões).

Como forma de preservar a saúde financeira durante a pandemia, a companhia diminuiu a compra de carros, reduzindo sua frota em 17 mil carros, o que gerou R$ 655 milhões para o caixa.

“Mesmo em um cenário desafiador, com a mobilidade entre os setores mais atingidos pela pandemia, atuamos de forma ágil para passarmos pela crise com liquidez e sempre cuidando da segurança dos nossos colaboradores e dos clientes”, afirmou Maurício Teixeira, CFO da Localiza. “Um dos benefícios do nosso setor é a flexibilidade do modelo de negócios, que nos permite encontrar soluções ágeis para enfrentar a crise”, finalizou.

Embora os resultados tenham sido impactados, os indicadores já apresentam recuperação mês a mês, principalmente em junho. Depois do período de maior queda de demanda, ocorrido em abril, a empresa reportou um aumento progressivo da frota alugada em maio e junho, fechando o trimestre nos patamares de 2019 no Aluguel de Carros e superiores  na Gestão de Frota.

Em junho de 2020, a divisão de Aluguel de Carros estava com taxa de utilização em 60,7%, 7,7 pontos percentuais maior que em abril, já mostrando recuperação dentro do trimestre. A tarifa média também vem se restabelecendo. Já na divisão de Gestão de Frotas, a receita aumentou 14,8%.

A frota média alugada continua em crescimento, 14,4% maior quando comparada ao mesmo período do ano anterior. Por fim, a área de Seminovos também está se recuperando. Comparado a abril de 2020, quando todas as lojas foram temporariamente fechadas devido à pandemia, a venda de carros praticamente quintuplicou, totalizando 11.275 carros vendidos em junho.

Receba nossas newsletters