Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Agências e Operadoras / Aviação / Destinos

Internacional: 5 fatos comprovam retomada do segmento

Depois de um 2016 conturbado, que incluiu fatores como Impeachment, indefinição sobre a alíquota do IRRF e desvalorização do real, o mercado de viagens internacionais começa a apresentar a recuperação prevista pelo setor no início do ano. Um dos principais fatores para este crescimento está na desvalorização do dólar, que variou neste primeiro semestre de R$3,06 a R$3,31. Já na primeira metade do ano passado a moeda americana operou a maior parte do tempo acima dos R$3,50 e chegou ao pico de R$4 entre janeiro e fevereiro de 2016.

O avanço dos números em diversos segmentos do Turismo evidenciou a volta do mercado de viagens internacionais. Entre eles os gastos de brasileiros no exterior, aumento da oferta, crescimento do número de turistas brasileiros em diversos países e principalmente o resultado das operadoras neste primeiro semestre. Confira os dados.

GASTOS NO EXTERIOR

Gastos de brasileiros no exterior atingiram o maior patamar para um mês de maio nos últimos três anos

Um dos fatores que evidenciam esta retomada é o crescimento de 34,4% dos gastos de brasileiros no exterior, atingindo em maio o patamar de US$ 1,49 bilhão, contra US$1,11 no mesmo mês do ano passado, de acordo com dados do Banco Central. O valor foi o maior para um mês de maio desde 2014, ou seja, dos últimos três anos.


TURISTAS BRASILEIROS NO EXTERIOR

Portugal registrou uma receita de quase 11 bilhões de euros com turismo neste ano

Portugal espera receber o maior número de turistas brasileiros de sua história


De acordo com dados da Atout France, a França registrou um crescimento de 25,6% entre janeiro a março, e tem perspectivas de chegar 50% nos próximos meses. Os números do mercado brasileiro nos meses de novembro, dezembro em janeiro também foram animadores para o turismo da Suíça. De acordo com dados do Switzerland Tourism houve um crescimento de 17% em relação ao mesmo período de 2015/16.

Outros destinos a apresentar aumento do número de brasileiros foram Uruguai, com 35% nos primeiros quatro meses do ano, e Reino Unido, que entre janeiro e março recebeu 53 mil visitantes de brasileiros um aumento de 16% em relação ao mesmo período do ano passado. Mas o destaque foi Portugal, que teve um aumento de 67% e vive a expectativa de que 2017 seja o melhor ano da história em número de brasileiros.


AUMENTO DA OFERTAS

Será o primeiro voo da Azul entre os dois destinos

Azul dobrou a oferta no trecho Recife/Orlando


Um dos principais termômetros desta retomada internacional está demanda por voos internacionais, que apresentou crescimento de 11,98% em maio, em comparação com 2016, de acordo com dados da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear). O número corresponde somente às empresas brasileiras.

A solicitação de voos também foi destaque. A Azul, por exemplo, dobrou a oferta no trecho Recife/Orlando e chegou a 100 mil passageiros transportados na rota São Paulo/Lisboa. A Latam por sua vez lançou o voo Rio/Orlando e ainda contou com aumento de freqüência para a África do Sul e Peru. O aumento de oferta também foi destaque na Copa, Aeroméxico e Emirates, esta última com a inclusão do A380, maior avião de passageiros do mundo.

De acordo com a última atualização da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac),  são 37 companhias aéreas operando voos internacionais do país, chegando a cerca de 30 países de maneira direta, oferecendo mais de 200 mil assentos semanalmente para fora do Brasil.


RESULTADO DAS OPERADORAS

CVC Loja

CVC registrou crescimento de mais de 20% no internacional


De acordo com dados da Braztoa, somente no primeiro trimestre, há operadoras com vendas entre 40% e 50% acima do mesmo período do ano passado. Líder de mercado, a CVC apresentou em seu balanço do segundo trimestre um crescimento de 14% em reservas confirmadas e de 15% em reservas embarcadas, ocasionado pelo forte avanço do segmento internacional, que registrou uma evolução de mais de 20%.

Já a New Age, que já bateu 72% a meta para este ano e conta com 95% de suas vendas no segmento internacional. Outro exemplo são a Bancorbrás, que apresentou crescimento de 7% no internacional em relação ao segundo semestre de 2016, e a Flytour, que com bons resultados no início do ano, estima que 40% do total de vendas sejam em produtos internacionais.

INTENÇÃO DE VIAGEM

aviões e viagem


Uma pesquisa do Target Group Index, divulgada no fim de junho apontou que 66% dos brasileiros acreditam que férias de verdade sempre incluem uma viagem. O levantamento, que foi conduzido pela Kantar Ibope Media, mostrou que o interesse pelo exterior está em alta. No Brasil, 68% dos entrevistados se interessam em conhecer outras culturas e 66% se encantam com a possibilidade de viajar para outros países.

Receba nossas newsletters