Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Institucional

Especial M&E: líderes do trade fazem balanço de 2021

retrospectiva 2021Como foi o ano de 2021? Esta é a pergunta que o MERCADO & EVENTOS fez para grandes nomes do trade turístico nacional em meio ao otimismo da retomada e aos desafios encarados até então. Abaixo, confira a lista de todos que participaram conosco neste especial de fim de ano.

“2020 foi o ano da catástrofe. Vimos em 2021 o recomeço de uma reconstrução do setor, não no ritmo que gostaríamos, mas melhor que todas as previsões anunciadas. Este é um ano para celebrar a saúde, a ciência, as vacinas. E em relação ao Turismo temos de celebrar o fato de estarmos de pé. Para 2022 espero estabilidade” (Magda Nassar – presidente da Abav Nacional).

“O ano de 2021 começou parado. A retomada teve início no mês de junho e agora, já em meados de dezembro, verificamos recuperação que supera em 50% a meta estabelecida. Para 2022, trabalhamos com a expectativa de superar em 35% os resultados conseguidos em 2019. Temos por base o aumento do número de nossas lojas, incremento da distribuição e o papel determinante das agências de viagens para a Agaxtur” (Aldo Leone Filho, CEO da Agaxtur Viagens).

“Enfrentamos um dos piores cenários da história com a chegada da covid-19. Os impactos nas viagens foram enormes e demos início à criação do G20+, primeiro movimento de união de todas as associações de relevância do Turismo brasileiro. O momento atual é crucial para saber agregar esses aprendizados e fortalecer toda a cadeia do Turismo no Brasil” (Sérgio Souza, presidente da Resorts Brasil).

“2021 foi um ano de recomeços, de retomadas e de colocar em prática um trabalho de meses, iniciado desde o primeiro dia do decreto da pandemia. Com protocolos pautados na ciência, voltamos com responsabilidade e sucesso. Atualmente, 4,9 milhões de pessoas, em quase 300 navios, já navegam em dezenas de países. No Brasil, devemos chegar a 100 mil cruzeiristas embarcados até o fim deste ano” (Marco Ferraz, presidente da Clia Brasil).

“Atravessamos os último dois anos triplicando o volume de ações. Atuamos fortemente durante a pandemia ajudando os empresários na obtenção de empréstimos e propondo ações no Congresso Nacional, além de trabalharmos com ações de retomada, desenharmos e lançarmos campanhas segmentadas. O ano foi positivo” (Bruno Wendling, presidente da Fundação de Turismo do Mato Grosso do Sul).

“2021 foi um ano no qual começamos a colher os frutos de um trabalho em equipe, focado no bem do setor. A cada mês, acompanhamos pelos Boletins lançados pela Braztoa uma evolução cautelosa, mas contínua do cenário de vendas e faturamento das operadoras” (Roberto Nedelciu, presidente da Braztoa).

“Em 2021, apesar dos problemas conhecidos, a Tour House deve fechar com resultados acima de 80% em relação a 2019. A empresa sai mais madura e preparada para o enfrentamento de novos desafios. Um ano de muito aprendizado” (Carlos Prado, CEO da Tour House Viagens e Turismo).

“Estamos contentes com o retorno do Turismo agora em 2021, que volta até mais forte que na pré-pandemia, muito em razão da qualificação do trade. Acreditamos no retorno e geramos mais de 150 empregos diretos, além da expectativa de ampliação ano que vem” (Cristiano Shaefer Buerger Filho, diretor executivo do Grupo Oceanic, de Balneário Camboriú).

“Depois de um ano tão difícil, 2021 começou carregado de esperanças. A vacinação foi crucial para a retomada da confiança do consumidor e depois de um 2020 marcado por reuniões virtuais, este ano foi marcado por reencontros, como o Roadshow M&E” (Carolina Negri, presidente executiva do Sindepat).

“Para a GTA, este ano de 2021 foi voltado à adaptação do trabalho. Intensificamos o treinamento de equipes e através da Academia GTA, treinamos 7.568 agentes de viagem. Criamos produtos e incrementamos o sistema e tivemos por objetivo nos manter próximos dos clientes. Apesar das dificuldades alcançamos 62% daquilo que vendíamos no mesmo período pré-pandemia” (Celso Guelfi, presidente da GTA).

“Em meio à pandemia, a busca pela reconstrução do turismo foi prioridade da Rossi & Zorzanello. Consolidamos o Connection, evento que teve mais de 250 mil pessoas (on-line e presencial). Já o Festuris 2021, em formato presencial, teve um novo conceito e recebeu mais de 8 mil participantes, 2 mil marcas em exposição, 15 destinos internacionais, além de marcas do exterior” (Marta Rossi, diretora da Rossi & Zorzanello).

“2021 trouxe muitos desafios e aprendizados. Ficamos muitos meses parados, no entanto, aproveitamos para nos preparar para a retomada, capacitando nossas equipes e respeitando os protocolos sanitários de cada país. Também entregamos os navios Costa Smeralda e Costa Toscana, movidos a Gás Natural Liquefeito (GNL). Conseguir realizar a temporada 2021/2022 na América do Sul com dois grandes navios é uma grande vitória” (Dario Rústico, presidente executivo da Costa Cruzeiros para América do Sul e Central).

“O setor de locação de veículos teve alta taxa de ocupação e na pedida pelo serviço de assinatura, fator resultante não só do aumento de demanda, mas principalmente da escassez de carros no mercado, devido à falta de insumos para a fabricação. Isso acarreta no aumento do valor do veículo, que para as locadoras atingiu 55%, e culmina no custo do serviço. Hoje temos um déficit de cerca de 600 mil veículos” (Paulo Miguel, presidente da Associação Brasileira Das Locadoras de Automóveis).

“A Easy Travel Shop nasceu em outubro de 2020, em plena pandemia da covid-19. Nossa estratégia era aproveitar esse período para ficarmos conhecidos no mercado. Chegamos ao final de 2021 com uma plataforma muito mais consistente e com crescimento da procura por agentes de viagem, produtores de conteúdo e operadoras. Oferecemos atividades turísticas e experiências tanto no Brasil como em destinos internacionais” (Michael Barkoczy, CEO da Easy Travel Shop).

“Para nós, o ano começou praticamente da mesma forma que terminou 2020. Tivemos uma leve recuperação no mercado doméstico e em alguns destinos internacionais. As vendas oscilaram um pouco durante a segunda onda, mas a partir de maio houve um crescimento muito bom, tanto no doméstico quando no internacional com a abertura das fronteiras na Europa e depois nos EUA. Terminamos 2021 com um saldo positivo por causa de uma reestruturação rápida e muito bem-feita. Foi um ano de retomada” (Juarez Neto, presidente da Ancoradouro).

“A hotelaria de Porto de Galinhas vai fechar com aproximadamente 800 mil passageiros hospedados no destino em 2021. Esse número é um pouco menor que os 1,2 milhão que tivemos em 2019. Para atingirmos esse volume, durante o ano capacitamos cerca de 960 agentes, oferecemos treinamentos em 23 cidades emissoras e chegamos a 600 mil seguidores no Instagram e 309 mil em nossa fampage” (Eduardo Tiburtius, presidente do Porto de Galinhas Convention & Visitors Bureau).

“A empresa alcançou marcas bem expressivas em 2021. No segundo semestre, entre agosto e novembro, triplicamos a nossa meta de faturamento mensal. O ano também marcou nossa estreia nas principais feiras do setor, como a Aviesp, Festuris e Festival de Cataratas. Realizamos diversos famtours com agentes de viagens para destinos e produtos brasileiros. Novos fretamentos também foram anunciados” (Renato Kido, sócio proprietário da ViagensPromo).

“Este 2021 foi o ano que tivemos que inventar. Entendemos que inteligência comercial aliada com estratégias agressivas de marketing trouxeram um resultado muito eficaz e eficiente, mas não adianta fazer as coisas da mesma maneira, tem que inovar. O mercado precisa de um novo olhar na gestão e foi o que fizemos” (Bruno Reis, presidente da Emprotur-RN).

“O ano de 2021 foi marcado pela evolução da nossa retomada globalmente, principalmente por sermos a primeira armadora a navegar dentro da pandemia. Essa evolução só foi possível devido ao nosso protocolo de saúde e segurança. Hoje, temos 13 navios em operação espalhados, incluindo no Brasil, onde após 20 meses de paralisação, também fomos pioneiros na retomada, com o MSC Preziosa. (Adrian Ursilli – diretor-geral da MSC Cruzeiros no Brasil).

Receba nossas newsletters
 

Todo o conteúdo produzido pelo Mercado & Eventos é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo sem autorização do Mercado & Eventos.

Para compartilhar esse conteúdo, utilize uma das formas de compartilhamento dentro da página.