Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.
De acordo com a legislação atual, informamos que a nossa empresa NÃO utiliza cookies para melhorar experiências a quem nos acessa. Por favor leia nossa Política de privacidade e saiba mais sobre a transparência e Governança Corporativa da nossa organização.
OK

Agências e Operadoras / Destinos / Feiras e Eventos

BNT: presidente da Braztoa aborda potencial de atrações locais como produto turístico

 Roberto Nedelciu, presidente da Braztoa, durante painel na BNT

Roberto Nedelciu, presidente da Braztoa, durante painel na BNT

Cervejarias artesanais em Minas Gerais, campos de lavanda em Cunha, no interior de São Paulo, vinícolas no Sul do Brasil. Atrações como estas e outras estão presentes em todo o País mas em muitos casos se limitam a explorar apenas a sua atividade fim.

Enquanto em Minas Gerais uma cervejaria artesanal se limita a apenas vender seu produto e ter no máximo um restaurante, na Alemanha, por exemplo, o mesmo produto inclui atividades paralelas como um tour pela fábrica, degustação e venda de souvenir.

O potencial turístico inexplorado de muitas atrações brasileiras foi abordado pelo presidente da Braztoa, Roberto Nedelciu, em seu painel na BNT Mercosul, realizado na manhã desta quinta-feira (27). Ele apontou o trabalho em desenvolvimento pela Academia de Excelência Braztoa, que visa identificar esses produtos e potencial para serem comercializado além de qualificar os empresários para fazer essa transformação.

“Será que o turismo não traria muito mais marketing para o produto? Isso traria mais vendas a ainda um lucro extra com a exploração do turismo. Mas pra divulgar isso é preciso de humanos que tenha essa expertise. Temos que começar a valorizar o nosso mercado e nossos produtos e tudo o que temos aqui. Com a academia queremos ajudar com o know-how e ajudar pequenos produtores e hoteleiros a desenvolver produtos novos”, afirmou Nedelciu.

O presidente da Braztoa salientou que este é o momento de identificar esses produtos no Brasil, por conta do fortalecimento do mercado doméstico em meio a pandemia de Covid-19. Nedelciu destacou que antes da pandemia apenas 60% das operadoras associadas cotava com produtos nacionais e hoje este número subiu para 100%.

ACADEMIA DE EXCELÊNCIA

Roberto Nedelciu abordou o trabalho da Academia de Excelência Braztoa, que engloba cursos, programas de aprendizagem e projetos de parcerias público-privadas. O projeto tem como objetivo compartilhar tendências, soluções e conhecimento de mercado com líderes, empreendedores, investidores e destinos turísticos por meio de um programa de aprendizagem, tendo como instrutores grandes nomes do setor e especialistas de diversas áreas

O estado do Mato Grosso do Sul foi um dos primeiros a fechar uma parceria com o programa. O estado adquiriu o curso para 80 empresários locais. “Se a gente sair com 80 produtos novos vai ser maravilhoso, se sair com 40 já vai ser ótimo”, ressalta Nedelciu. O programa também já fechou uma parceria com o estado de Minas Gerais.

O executivo finalizou abordando a importância do turismo para uma retomada rápida da economia, com o seu potencial rápido de geração de emprego e renda e a sua capilaridade em outros segmentos. “A capilaridade do turismo é muito grande. Até pouco tempo se falava que o turismo impactava em 53 segmentos e se descobriu recentemente, em um estudo da Fecomércio que são mais de 500 atividades econômicas impactadas”, completou.

 

Receba nossas newsletters