Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Aviação

Ethiopian registra receita recorde de US$ 3,8 bilhões no ano fiscal 2017/2018

 (Foto: Divulgação)

CEO classifica ano excepcional para a Ethiopian, com desempenho recorde nas áreas financeira, operacional, comercial e de atendimento ao cliente (Divulgação)

A Ethiopian Airlines acaba de anunciar os resultados de seu ano fiscal de 2017/2018. Alinhado com a estratégia de desenvolvimento de 15 anos, a Visão 2025, a companhia aérea informa que registrou um ano de sucesso no quesito financeiro, comercial, operacional e de atendimento ao passageiro. Entre os destaques, a chegada de mais 14 novas aeronaves e lucro líquido de US$ 243 milhões.

A companhia ainda abriu operação em mais oito destinos no período (Genebra, Chicago, Bahrain, Buenos Aires, Kisangani, mbuji-Mayi e Nosy-Be), e aumentou o  número de passageiros transportados em 21%, alcançando o marco de 10,6 milhões pela primeira vez na história da companhia. A receita de operações, por sua vez, cresceu 43% em relação ao último ano fiscal, chegando aos US$ 3,18 bilhões.

“Foi um ano excepcional para a Ethiopian, com desempenho recorde nas áreas financeira, operacional, comercial e de atendimento ao cliente. Este desempenho histórico é, em primeiro lugar e acima de tudo, resultado do compromisso, trabalho duro e competência dos meus 16 mil colegas de trabalho. Este desempenho é ainda mais excepcional dado o ambiente operacional e competitivo na África, onde o preço do combustível, o nosso principal fator de custos, disparou durante o ano e é em média 30% mais caro do que no resto do mundo, colocando os transportadores do continente em desvantagem”, revelou Tewolde GebreMariam, CEO do Grupo Ethiopian Airlines.

Ainda de acordo com o CEO, o resultado notável também foi alcançado no contexto da penetração de companhias agressivas no mercado africano. O desempenho histórico atesta a solidez de nosso plano de crescimento rápido, lucrativo e sustentável, o Visão 2025. “E durante o próximo ano fiscal de 2018/19, pretendemos aumentar ainda mais a nossa malha aérea, introduzir um número recorde de frota moderna e melhorar o atendimento ao cliente no local em nosso hub principal, com a inauguração do recém expandido terminal de aeroporto em Addis Abeba”.