Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Destinos

Empresa capixaba vai operar serviços de apoio à visitação no Parque Pau Brasil (BA)

Serviços de apoio ao turista incluirão lanchonete, loja de conveniência e transporte dentro do Parque Nacional Pau Brasil (BA). Foto: Acervo ICMBio

Serviços de apoio ao turista incluirão lanchonete, loja de conveniência e transporte dentro do Parque Nacional Pau Brasil (BA). Foto: Acervo ICMBio

O Parque Nacional do Pau Brasil, em Porto Seguro (BA), será a quinta unidade de conservação do País a ter serviços de apoio à visitação, operados pela iniciativa privada. O resultado da licitação, divulgado na quarta-feira (03) pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), apontou a empresa capixaba Hope Recursos Humanos S/A como vencedora do certame e apta a operar serviços ligados ao turismo ecológico, recreação em contato com a natureza e receptivo do parque por 15 anos, conforme edital.

A iniciativa tem como objetivo melhorar a infraestrutura turística desses parques para ampliar a visitação turística. Entre os serviços que serão oferecidos pela parceria público-privada estão à cobrança de ingressos para entrada no parque, transporte interno, estacionamento de veículos, lanchonetes, loja de conveniência, espaço do ciclista, centro de visitantes, espaço de campismo, tirolesa e passarelas suspensas.

De acordo com edital de concessão, a empresa deverá fazer investimentos estimados em R$ 7,2 milhões para melhoria da infraestrutura de apoio aos visitantes no parque no período da operação dos serviços. Com expertise na área, a Hope Recursos Humanos também é signatária de contrato de serviços com o ICMBio no Parque Nacional da Serra dos Órgãos (RJ).

O ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, avalia que a captação de investimentos junto à iniciativa privada vai melhorar a gestão sustentável do patrimônio natural do País e tirar do turismo de natureza o status de “potencial” para “efetiva” ferramenta de desenvolvimento. “Nós defendemos a conexão entre turismo e meio ambiente porque é dessa forma que iremos alçar o Brasil ao posto que lhe é justo: líder mundial em biodiversidade e número 1 em Atrativos Naturais, de acordo com o Fórum Econômico Mundial”, comentou.

O Parque do Pau Brasil é o primeiro dos sete inicialmente selecionados para operarem sob regime de concessão de serviços de uso público. A iniciativa irá aprimorar a oferta de produtos e serviços aos visitantes nos parques brasileiros, que atualmente recebem 10,73 milhões de pessoas ao ano. Essa movimentação contribuiu para a geração de 80 mil empregos e injeção de R$ 2 bilhões nas economias dos municípios de acesso às UCs. Deste valor, R$ 613 milhões foram registrados pelo setor de hospedagem e R$ 432 milhões pelo setor de alimentação, dado que revela a importância econômica do turismo para cidades que são portões de entrada dos parques.

Quatro parques já funcionam sob concessão no Brasil há mais tempo e, juntos, respondem por 60% de toda movimentação das UCs brasileiras. São eles: Foz do Iguaçu (1,7 milhão de visitantes em 2017), Tijuca (Cristo Redentor, com 3,3 milhões de visitantes), Fernando de Noronha (PE) e Serra dos Órgãos (RJ). Além do Parque do Pau Brasil (BA), que se junta ao grupo, a próxima unidade a entrar em processo de delegação de serviços será o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (GO).

Com a delegação da operação de serviços específicos, as empresas ganham o direito de operar no apoio à visitação por um determinado período e, em contrapartida, assumem o compromisso de investir nessas unidades. Os serviços de gestão, conservação, proteção e pesquisa continuam sob o controle administrativo e territorial do governo.

Receba nossas newsletters
 

Todo o conteúdo produzido pelo Mercado & Eventos é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo sem autorização do Mercado & Eventos.

Para compartilhar esse conteúdo, utilize uma das formas de compartilhamento dentro da página.