Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Hotelaria

Viagens de luxo crescem no Brasil em 2016

Expedia atribuiu aumento à realização da Copa do Mundo de 2014 e aos Jogos Olímpicos de 2016

Expedia atribuiu aumento à realização da Copa do Mundo de 2014 e aos Jogos Olímpicos de 2016

Uma pesquisa realizada pelo grupo Expedia, divulgada na quinta-feira (02/03), apontou que a demanda por propriedades de luxo pelo Brasil, classificadas de 4 e 5 estrelas, aumentou 25% em 2016, em comparação com o ano anterior. A maioria das reservas feitas são para destinos como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Foz do Iguaçu, e de acordo com o levantamento, um terço dos visitantes de alto padrão nas capitais, são dos Estados Unidos.

A Expedia também destacou que em 2016 os americanos representam 50% da demanda internacional de viagens de luxo ao Brasil, e que os turistas argentinos tiveram um aumento de 70% neste segmento, além dos viajantes domésticos, que impulsionam a demanda do segmento de luxo, com um aumento registrado de mais de 55%.

A gerente de área do grupo Expedia no Brasil, Raquel Lima, disse que os parceiros da empresa no país podem usar a tecnologia e as estratégias de marketing da Expedia para atrair clientes de alto padrão. “Os parceiros podem aumentar seus objetivos de negócio capitalizando na tendência global em que os consumidores estão investindo cada vez mais em experiências em vez de bens materiais”, comentou.

O luxo mais em conta do Brasil

A Expedia também registrou que Brasília é o destino que contou com uma taxa média de R$ 346 nas estadias de luxo em 2016, ficando cerca de 40% mais barato do que o preço médio registrado no resto do país, o que torna o destino ideal para um negócio de luxo.

Receba nossas newsletters
 

Todo o conteúdo produzido pelo Mercado & Eventos é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo sem autorização do Mercado & Eventos.

Para compartilhar esse conteúdo, utilize uma das formas de compartilhamento dentro da página.