Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Destinos

Embaixada do México alerta: não adquira passagens ou passeios antes de obter o visto físico

México Alexander Schimmeck

A recomendação é para que os brasileiros evitem transtornos, como vinha acontecendo desde o início dos problemas com o visto eletrônico, agora devidamente extinto

A Embaixada do México fez um alerta aos turistas brasileiros que pretendem viajar para o México a partir do dia 18 de agosto, data estipulada pelo governo para voltar a exigir o visto físico: NÃO ADQUIRA PASSAGENS AÉREAS OU QUALQUER SERVIÇO TURÍSTICO SEM ANTES TER O VISTO FÍSICO CORRESPONDENTE ESTAMPADO NO PASSAPORTE. A recomendação é para que os brasileiros evitem transtornos.

Para emitir o visto físico é preciso realizar um agendamento no seguinte link: citas.sre.gob.mx. Com o número do agendamento em mãos, é preciso ir ao consulado mexicano selecionado (Brasília, São Paulo ou Rio de Janeiro), portanto a documentação solicitada e os requisitos listados nos sites das embaixadas e consulados.

Leia também:
Problemas com visto para o México já fazem interesse em Punta Cana disparar, diz Braztoa
Visto físico: cônsul honorária para Cancún e Riviera Maya lamenta decisão do México
Abav Nacional classifica decisão do México de retomar vistos físicos como “retrocesso”
ViagensPromo não vê como problema a questão do visto físico para o México

A Embaixada do México no Brasil destaca ainda que brasileiros que comprovem residência permanente no Canadá, Estados Unidos, Japão, Reino Unido, ou em qualquer um dos países que integram o Espaço Schenghen, assim como o nos países membros da Aliança do Pacífico, não necessitam de visto físico mexicano.

Também não é preciso emitir o visto mexicano caso o turista já possua visto válido e vigente do Canadá, Estados Unidos, Reino Unido ou de qualquer um dos países que integram o Espaço Schengen.

Entenda

Está no Diário Oficial da Federação do México desta quinta-feira (3) a decisão do governo de retomar a exigência do visto físico para turistas brasileiros. A medida começa a valer 15 dias após a data de publicação, ou seja, a partir do dia 18 de agosto. Com isso, a facilidade criada em dezembro do ano passado, que exigia apenas o visto eletrônico, está com os dias contados, já que agora o brasileiro voltará a precisar do visto físico para entrar no México.

72717

Informativo divulgado pela Embaixada do México (Reprodução/Instagram)

“A partir da entrada em vigor deste Acordo, os nacionais da República Federativa do Brasil que pretendem ingressar no território nacional como Visitante sem autorização para exercer atividade remunerada, deverão solicitar à autoridade consular mexicana o visto correspondente, de acordo com o disposto no art. Procedimentos 1 e 2 das Diretrizes Gerais para a emissão de vistos emitidos pelos Secretários do Interior e das Relações Exteriores, publicadas no Diário Oficial da Federação em 10 de outubro de 2014”, informa o Diário Oficial.

No dia 10 de outubro de 2014 foram publicadas no Diário Oficial do México as “Diretrizes Gerais para a emissão de vistos emitidos pelos Secretários do Interior e das Relações Exteriores”, a fim de estabelecer os requisitos e procedimentos que devem ser seguidos, o que envolvia a atenção aos pedidos de visto ordinário nos escritórios consulares do México ou nos escritórios de atenção aos procedimentos do Instituto Nacional de Migração, de acordo com o governo mexicano.

Considerando as estatísticas migratórias, o governo mexicano constatou que avanços com a medida anterior, essa criada em dezembro do ano passado, envolvendo a questão do visto eletrônico, não foram substanciais na redução do volume de migrantes brasileiros que transitam irregularmente pelo México.

“A medida não proíbe a entrada de brasileiros como visitantes sem autorização para realizar atividades remuneradas, mas a partir da entrada em vigor da minuta do acordo eles terão que tramitar o visto no consulado mexicano, como fazem atualmente os brasileiros que pretendem entrar por terra ou mar”, informou o governo.

É bom lembrar que turistas brasileiros que tenham visto norte-americano ou canadense não necessitam emitir o visto físico mexicano para entrar no México.

Altos custos para tirar o visto

O problema do visto físico é que, além do custo (US$ 48), tem a questão também do deslocamento, já que muitas pessoas não moram nas três cidades (Rio de Janeiro, São Paulo ou Brasília) que contam com o consulado mexicano. Sendo assim, a retomada desta obrigatoriedade tende a frear a ida de brasileiros ao México e consequentemente aos paraísos do Caribe.

CONSULADO EM BRASÍLIA – No caso do Consulado em Brasília, o turista deve solicitar um agendamento para processar seu visto por e mail: [email protected] e apresentar a documentação indicada no site: https://embamex.sre.gob.mx/brasil/index.php/inicio, na seção Serviços Consulares/Vistos.

CONSULADOS NO RIO E EM SÃO PAULO – Para agendamentos no Consulado do Rio de Janeiro, é preciso escrever para [email protected], e para o Consulado de São Paulo, é preciso seguir as seguintes instruções: https://consulmex.sre.gob.mx/saopaulo/index.php/component/content/article/43

Requisitos para o visto de “Visitante”

1. Formulário do visto com fotografia recente, colorida e fundo branco.
2. Original e cópia do passaporte vigente.
3. Original e cópia dos documentos que demonstrem que conta com emprego e contracheque dos últimos três meses ou decore dos últimos três meses.
4. Original e cópia dos extratos bancários dos últimos três meses.
5. Original e cópia de comprovante de endereço no nome da pessoa.
6. No caso de estrangeiros, apresentar original é copia do documento que comprove estância legal no Brasil (RNM).

Receba nossas newsletters
 

Todo o conteúdo produzido pelo Mercado & Eventos é protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo sem autorização do Mercado & Eventos.

Para compartilhar esse conteúdo, utilize uma das formas de compartilhamento dentro da página.