Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Política

Trade se mobilizará no próximo dia 17 pela aprovação da MP 907

O presidente da Embratur, Gilson Machado Neto, e o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio - Arquivo/Agência Brasil

O presidente da Embratur, Gilson Machado Neto, e o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio – Arquivo/Agência Brasil

O trade prepara uma grande mobilização para conscientizar os parlamentares sobre a importância da aprovação da Medida Provisória 907 – que transforma a Embratur em uma agência internacional de promoção. O ponto que vem sendo mais discutido é a distribuição dos recursos do Sistema “S”. O Congresso finaliza as suas atividades no próximo dia 17, data em que secretário de Turismo e empresários de todo o Brasil irão a Brasília para conversar com os deputados e senadores.

A ideia é que junto com o ministro do Turismo, Marcelo Alvaro Antônio, e o presidente da Embratur, Gilson Machado Neto, até o congresso nacional mostrar aos parlamentares a dimensão do setor de Turismo e todo o seu potencial para a geração de emprego e renda. “Respeitamos o trabalho do Sebrae, que ainda ficará com 70% de toda a arrecadação do sistema “S”, mas o Turismo do Brasil precisa dessa pequena parte para dar o salto que o País merece”, afirmou Osvaldo Matos, diretor de Marketing da Embratur.

A assinatura da Medida Provisória atende uma demanda de décadas do trade, uma vez que traz mais recursos para a promoção internacional do País. Neste modelo, a Embratur passa a ter mais R$ 500 milhões em seu orçamento, podendo competir no mercado internacional de uma forma mais igual com os nossos principais concorrentes.

Machado Neto já afirmou que esta medida, em conjunto com ações como a liberação de vistos e – posteriormente – a liberação de cassinos, pode fazer com que o País triplique o seu número de turistas internacionais até 2022. Com isso, a expectativa é de gerar mais de 2 milhões de empregos.

Receba nossas newsletters