Crie um atalho do M&E no seu aparelho!
Toque e selecione Adicionar à tela de início.

Destinos / Feiras e Eventos / Redação ME

Pré-tour AdventureNETX Latin America revela aventuras ecológicas e multiesportivas em Bonito

Por Rafael Masgrau

Piscinas da Cotia (Valter Patriol – H2O Ecoturismo e Eventos)

BONITO –  No coração do Brasil estão algumas das regiões mais diversas do Centro-Oeste do país que abrigam, ao mesmo tempo, o Cerrado, a Mata Atlântica e o Pantanal. São ambientalmente equilibradas e fascinantes por sua natureza exuberante, tornando-as ideais para o ecoturismo e o turismo de aventura. E não por acaso, a atenção de mercados emissores nacionais e internacionais, além de operadores e receptivos, está voltada para o Mato Grosso do Sul – um dos estados brasileiros que reúne os três ecossistemas e
oferece mais opções para a prática dessas modalidades de turismo.

De 7 a 9 de novembro, Mato Grosso do Sul sediará, na capital Campo Grande, o 1º AdventureNEXT Latin America. O evento é uma parceria entre o governo do estado, através da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul (Fundtur-MS) e Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, juntamente com a Adventure Travel Trade Association (ATTA) e Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo). O Estado competiu internacionalmente com o Chile e o Equador e foi escolhido como destino-sede do evento, que acontece pela primeira vez no Brasil.

Entre outros municípios sul mato-grossenses, a pequena cidade de Bonito, com pouco mais de 20 mil habitantes, é um dos destaques
no estado e já se beneficia do maior evento do gênero na América Latina e um dos maiores do mundo: desde domingo (4), três dias
antes da cerimônia de abertura do AdventureNEXT Latin America, a cidade recebe um dos seis pré-tours programados para o Mato

Grupo com guia conhece o jaracatiá (Valter Patriol – H2O Ecoturismo e Eventos)

Grosso do Sul, que aproveita este momento para revelar suas potencialidades turísticas e destinos de aventura, de observação e
contemplação, suas maravilhas naturais e de esportes radicais. Bonito e seu entorno, os municípios de Bodoquena e Jardim, é o destino que tem mais atrativos com Certificado de Excelência no mundo, o que traz segurança internacional aos visitantes e turistas que pretendem desbravar a região e desfrutar de passeios e experiências inesquecíveis. São ao todo 14 atrações certificadas pela Associação Brasileira de Turismo de Aventura (Abeta), o que torna a cidade referência no segmento aventura e ecoturismo.

Antes de Bonito, no entanto, os participantes do pré-tour – operadores e imprensa convidada – fizeram um city tour por Campo Grande, a jovem capital sul matogrossense, com muito verde e incrível qualidade de vida. O passeio incluiu uma visita ao Parque das Nações Indígenas, grande espaço de lazer, contemplação e prática desportiva que, junto com o Parque dos Poderes e o Parque Estadual do Prosa, somam cerca de 350 hectares de floresta preservada, além da Torre de Alvenaria do Palácio das Comunicações, a mais alta do mundo, com quase 100 metros de altura.

Quem aprecia a boa culinária, nada melhor que uma experiência gastronômica única para degustar o tradicional churrasco do sul
mato-grossense, mas com um toque gaúcho na Costchêlaria. Rodrigo Zirr comanda o assado simultâneo de até 12 costelas, no estilo “fogo de chão”. Durante seis horas ininterruptas, as peças de seis quilos em média rodam em torno da brasa, assam e escorrem a gordura uniformemente. O segredo da textura e paladar está na técnica gaúcha de preparo e, também, no cuidado com a procedência das carnes. Os fornecedores são muito próximos e visitados in loco por Zirr, que faz questão de bois jovens, de no máximo 16 meses de vida para o fornecimento das costelas.

Trilhas, cachoeiras e muita emoção – A aventura pré-tour começa antes de chegar a Bonito, na cidade de Bodoquena. São quatro
quilômetros de trilhas para a prática do mais puro ecoturismo de contemplação da vida silvestre. E, de observação da fauna, incluindo belos pássaros como o udu de Coroa Azul (ave-símbolo de Bonito), a harpia, o urubu-rei e o tucano, entre outros; pequenos anfíbios, como o sapo-folha (um dos menores do mundo), catalogado pela primeira vez em Bonito, em 2003; além de antas, cotias e tamanduás-bandeira, dentre outras espécies de maior porte. A rica flora local, extremamente preservada, ocupando o ecossistema de transição entre o Cerrado e a Mata Atlântica, inclui a palmeira bacuri, a aroeira, o cedro, o jaracatiá e um número sem fim de espécies do reino vegetal.

Cachoeira da Anta Foto de Valter Patriol - H2O Ecoturismo e Eventos

Cachoeira da Anta (Valter Patriol/H2O Ecoturismo e Eventos)

O mais impressionante no passeio ecológico dentro da Fazenda Boca da Onça são as cachoeiras, oito no total a serem conhecidas, e o banho nas águas cristalinas do Rio Salobra, que o visitante acompanha por uma trilha ladeando o cânion ao longo de 1,4 quilômetro. No final, duas surpresas emocionam e, ao mesmo descarregam picos de adrenalina certamente jamais imaginado.

A visão da cachoeira Boca da Onça, a mais alta do Estado de MS, com 156 metros de queda d’água é estonteante tamanha a beleza do conjunto e o frescor revigorante provocado pelas gotículas de água projetadas durante a queda. Ela recebe esse nome por sua formação rochosa lembrar a boca de uma onça. O deque de observação, aos pés da cachoeira, possui cadeiras para relaxar e apreciar a água caindo ao alto do paredão do cânion. Um banho refrescante em sua piscina natural, também faz parte da experiência.

Mas é o maior rapel de plataforma do Brasil, de 90 metros de altura que vai mexer fundo com as emoções do aventureiro, começando pelo único acesso ao equipamento: 886 degraus de subida íngreme em ziguezague com pontos de parada estratégicos para recuperar o fôlego. Mas, chegando ao alto, talvez, dependendo do espírito de aventura de quem encara o desafio até o final, alcançará o sonhado Nirvana.

Outras quedas d’água como as Piscinas da Cotia, Garganta da Arara, Cachoeira da Anta, Cascatas do Jabuti, Cachoeira do Buraco do Macaco, Cachoeira do Fantasma e Poço da Lontra, algumas aptas a banhos e mergulhos refrescantes, além da Praia Boca da Onça, localizada no Rio Salobra, fazem com que os visitantes possam relaxar ao ar livre e restabeleçam energias em contato com a natureza.

Receba nossas newsletters